Clique no banner e vote na fera que te representa!
Clique no banner e vote na fera que te representa!

O canal para quem respira cliente.

Efeito crise

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
O volume total de dívidas protestadas em cartórios no país registrou alta de 25% no acumulado de 2015, na comparação com o ano anterior, de acordo com a Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Mantida a base de comparação, tanto os protestos de empresas quanto os de consumidores seguem a mesma tendência, 20,9% e 30,7%, respectivamente. O valor médio dos títulos protestados para o mês de junho de 2015 foi de R$ 3.733,00. Para as pessoas físicas o valor correspondeu a R$ 2.054 e R$ 4.836 para as pessoas jurídicas. 
Na comparação interanual (jun/15 contra jun/14), os títulos protestados subiram 46,4%. Separando os protestos de empresas e consumidores, os resultados foram de 41,0% e 55,5%, respectivamente. Em relação ao mês anterior (jun/15 contra mai/15), o volume de títulos protestados recuou 3,5%no total. Para as empresas, a queda foi de 3,2%, e para consumidores o volume de protestos caiu 3,9%.
Em junho de 2015, os títulos protestados de empresas representaram aproximadamente 60% do total dos protestos no país. A região Sudeste contribuiu com a maior parcela dos títulos protestados (48,4%), seguida das regiões Sul (25,5%), Nordeste (11,6%), Centro-Oeste (10,0%) e Norte (4,6%).
No acumulado do ano (jan/15 a jun/15), todas as regiões aumentaram, com destaque para o Sudeste que obteve a maior alta (26,7%). Na comparação interanual (jun/15 contra jun/14), as regiões também registraram alta: Centro-Oeste apresentou a maior elevação, de 49,0%. Já na variação mensal (jun/15 contra mai/15), os títulos protestados subiram nas regiões Sul e o Centro-Oeste, 3,0% e 0,4%, respectivamente. As demais regiões tiveram queda: Sudeste (-5,1%), Nordeste (-7,0%) e Norte (-12,0%).
O maior valor médio dos títulos protestados em junho foi na região Centro-Oeste (R$6.461), ante uma média nacional para pessoa jurídica de R$ 4.836. A tabela 2 mostra as variações nos protestos de títulos para as pessoas jurídicas entre as regiões do país para os diferentes períodos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima