Em busca da independência

0
3
A juventude está cada vez mais preocupada em se emancipar financeiramente e criar formas de economizar para o futuro. Por isso, muitos jovens têm mostrado interesse em cartas de consórcio. Pesquisas do setor indicam que houve aumento de 20% na procura dos jovens pelo serviço, principalmente por consórcios de carros, que é um desejo de consumo no período de adolescência e início da vida adulta.
Tanto que os jovens são vistos cada vez mais como uma fatia estratégica do mercado de consórcios no Brasil. Segundo Fábio de Souza, gestor de Contratos da Küster Machado Advogados, muito disso se deve porque eles estão em uma fase da vida com tendência a maior aquisição de bens de consumo. “Por ter menos recursos iniciais para realizar um investimento como leasing ou financiamento, o consórcio acaba se tornando uma opção mais acessível. Além disso, o jovem de faixas etárias iniciais é visto como um potencial mercado por ter uma tendência de aquisição de bens de consumo mais acentuada nessa fase da vida”.
Além de buscar a independência financeira e ter um grande desejo de consumir nessa fase da vida, o público jovem também é visto como mais aberto para inovações, o que torna diferente o modo de se lidar com ele. “É uma faixa de público muito interessante. Pelo fato de que os jovens estão cada vez mais buscando se emancipar financeiramente com mais rapidez, percebemos que é um segmento de mercado que tende a aderir com muito mais rapidez às inovações e propostas mais agressivas das empresas, tanto das empresas de consórcio quanto de seguro”, explica Souza.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPNQ reconhece organizações
Próximo artigoDo DNA para a prática