Empréstimo consciente

0
26
O mercado de crédito consignado é um mercado de grande força e que tem apresentado crescimento significativo. Segundo Ricardo Pereira, sócio da Dinheirama.com, de acordo com o Banco Central, entre janeiro de 2008 a agosto de 2013, o saldo da modalidade teve aumento de 208%, saindo de R$ 69,7 bilhões para R$ 214,7 bilhões. “Nesse mesmo período a modalidade tradicional de empréstimo pessoal teve elevação de 138%, uma diferença expressiva”, explica. 
O que explica o crescimento é a procura por parte dos consumidores para acertar as contas do final do ano, no começo do ano seguinte. Para Pereira, porém, é preciso tomar cuidado ao realizar esse tipo de empréstimo, já que muitas pessoas esquecem a real finalidade de se realizar uma operação dessas. “Infelizmente muita gente acaba usando o crédito consignado como complemento de renda e acaba tomando crédito para bancar o padrão de vida e pagar outras dívidas”, afirma.
Ainda de acordo com o economista, o setor, no entanto, pode enfrentar algumas dificuldades, principalmente com endividamento das famílias em alta, mas nada que não possa prejudicar o mercado, já que o consumidor brasileiro tem apresentado comportamento mais consciente na hora de acertas suas contas. “O principal problema é justamente o endividamento das famílias que já está alto, seguindo nesse patamar poderemos ter problemas que poderão trazer problemas para o setor, mas hoje os números ainda apontam a possibilidade de administrar a situação, sem contar que o brasileiro mesmo endividado e convivendo com juros altos ainda é um bom pagador”, comenta.