Evitando a inadimplência

0
1
Autor: Eduardo Sehnem Ferro
Uma das maiores preocupações na gestão financeira de uma empresa é a dificuldade para receber dos clientes no prazo certo. Se por algum motivo atrasam o pagamento, o fluxo de caixa fica comprometido, podendo até faltar dinheiro para cumprir os compromissos financeiros.
Por isso, alguns passos são essenciais para evitar a inadimplência e receber dos seus clientes dentro do prazo estabelecido, são eles:
– Transparência: Deixar claro para o cliente as condições da negociação, o valor total cobrado, as formas e os prazos de pagamento, e, especialmente, as consequências caso o cliente não pague na data correta. Elas podem ser multas, juros ou, até mesmo, a interrupção do serviço, por exemplo.
– Lembrança: Nem todos são organizados, muitos clientes simplesmente esquecem a data de pagamento. Portanto, em determinados casos, é interessante entrar em contato com o cliente pelo menos um dia antes do vencimento para lembrá-lo do compromisso que foi assumido.
– Facilitação do pagamento: Oferecer diferentes formas de pagamento para o cliente pode contribuir para o recebimento na data esperada, citando alguns exemplos como: boleto, depósito, em espécie, cartão de crédito ou débito.
– Histórico: Manter um controle de vendas atualizado para analisar o histórico de clientes e identificar aqueles que oferecem maior risco de não pagar. Se um cliente costuma pagar com atraso, é muito provável que irá atrasar novamente.
– Sazonalidade: Existem épocas do ano nas quais determinados clientes podem estar com as contas mais apertadas, alguns devido ao segmento e outros até mesmo por acumulo de contas em determinado período. Identificar essas sazonalidades nos negócios dos clientes é importante para manter o contar a receber em dia.
É primordial que as empresas e seus administradores financeiros fiquem bem atentos a sua carteira de recebíveis, para manter sob controle a inadimplência de forma que ela não venha causar sérios danos financeiros.
 Eduardo Sehnem Ferro é controller do escritório Giovani Duarte Oliveira Advogados Associados