Ferramenta de relacionamento

0
19



Com os constantes avanços da internet e como consequência dessa realidade, o crescimento das muitas utilidades das redes sociais, a comunicação entre as empresas de crédito e cobrança e seus clientes se tornou mais ágil e precisa. Atualmente, o facebook e o twitter, por exemplo, servem como ferramentas de interação e podem proporcionar as corporações não somente agilidade, mas, também, uma forma de melhor apresentar o seu trabalho e suas variáveis para um consumidor final que muitas vezes não tem uma real noção das opções de negócios oferecidas pelas financeiras, avalia Hilde Medeiros, sócia-fundadora da Mobits. “Além da comunicação mais ágil com o cliente, acho que as empresas de crédito podem aproveitar as redes sociais para passar uma imagem mais humana, mostrar preocupação com a utilização de crédito consciente, fornecer conteúdo de educação financeira para as pessoas. Dessa forma a empresa consegue estimular os clientes em potencial, que é possível utilizar crédito sem medo, tirando uma barreira de entrada” acredita.


A executiva enfatiza ainda que a forma mais efetiva de uma empresa utilizar as redes sociais é se posicionar como referência em um determinado conteúdo. “Se a empresa de crédito for referência em temas como crédito consciente, investimentos, educação financeira, isso pode fazer com que a empresa seja sempre lembrada, ou seja, ser Top of Mind para a pessoa interessada em crédito” ressalta.


Por outro lado, se não houver preocupação da empresa com a gestão das suas redes sociais e com o conteúdo a ser vinculado nessas ferramentas, as negociações com os clientes podem ser prejudicadas. “Em redes sociais, exposição é a palavra da moda. E é justamente isso que a empresa deve evitar ao lidar com inadimplentes. Deve-se escolher com cuidado a forma de contatar o cliente, pois uma exposição mal feita pode acarretar em uma onda de comentários, inclusive com queixa em órgãos de proteção ao consumidor” atenta.


Como forma de evitar prejuízos desnecessários tanto jurídicos quanto financeiros, a executiva comenta a importância das redes sociais como um instrumento para analisar as tendências do mercado e o perfil dos consumidores. “As redes sociais são excelentes ferramentas para entender o cliente, conhecer suas preferências, entender de que forma ele se comporta. Isso significa entender melhor o perfil do cliente com o qual a empresa vai lidar e oferecer o que melhor se adequa a ele, além de enxergar sinais se aquele cliente pode ser uma fonte de problemas para a empresa” afirma.


Todos esses fatores podem impactar positivamente nas estratégias planejadas pelos gestores das empresas de crédito e cobrança, trazendo como resultado final, os seguintes benefícios listados por Hilde Medeiros: “A fixação da marca da empresa, o atendimento mais rápido ao cliente, o conhecimento dos gostos do cliente, a criação de mais um canal de comunicação com a empresa, além do espaço para o cliente expressar suas opiniões sobre produtos e serviços oferecidos pela empresa” conclui.