Identifique o caminho certo

0
5



Quando uma empresa confunde o crédito que tem no mercado financeiro com uma situação favorável e não se ocupa em resolver uma situação inicial de desgaste de contas e finanças, é provável que caminhe para a quebra. Precisar constantemente de crédito também indica uma ineficiência na gestão ou no setor financeiro, mas que, em níveis iniciais, pode ser facilmente solucionada, avalia José Luis López Córtes, diretor geral da ActionCoach Brasil, especializada em business coaching.

 

Segundo ele, uma empresa entra no vermelho quando os resultados mínimos esperados não acontecem. “Saldos negativos são consequência e é preciso tomar muito cuidado, já que está cada vez mais fácil conseguir crédito. Muitas vezes, isso dá uma falsa sensação de que está tudo indo bem. Por outro lado, uma empresa também está no vermelho quando os resultados acontecem, mas seus gestores e colaboradores não têm qualidade de vida. Um empresário precisa trabalhar para a empresa, e não na empresa – aí sim, ela está ´dando certo”, afirma o diretor.

 

Entretanto, a depender da situação enfrentada pela companhia, o empréstimo pode ser uma boa alternativa. “Se o problema for apenas financeiro, ocasionado por uma crise de mercado ou por perda de faturamento que pode rapidamente ser reposto e a empresa conseguir bons juros e prazos, sim. Mas, antes, é preciso ter certeza do que ocasionou o problema. Muitas vezes a causa é de comportamento, de inadequação de cargos, contratação errada de pessoal e aí uma dívida a mais pode piorar a situação”, alerta Córtez.

 

Em caso de crise financeira, nem sempre é preciso alterar o quadro de funcionários, embora em muitas situações seja o único caminho a seguir, ressalta o diretor. “Neste caso, é preciso rever a estrutura necessária para a empresa e a forma tanto de contratar como de gerenciar os talentos. Não basta ter as pessoas certas, é preciso tê-las nos lugares certos e com cargos bem definidos. Parte de reestruturar corretamente uma empresa é saber se as pessoas estão nos lugares certos para que seus potenciais sejam utilizados de forma completa”, enfatiza.

 

“Quando se descobre um mal estar, a primeira coisa a fazer é procurar um médico. Da mesma forma, quando uma empresa se vê em uma situação difícil, é preciso, antes de tudo, fazer um diagnóstico da situação e isso vai permitir tomar as medidas mais eficazes, sem mais perda de recursos para a organização”, aponta.  De acordo com Córtez esse diagnóstico pode ser feito internamente, com os profissionais certos, com empresas ou profissionais terceirizados, mas é primordial para que se torne ao caminho certo e financeiramente saudável.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMediu, imprimiu, tá na mão!
Próximo artigoUm luxo só