Inadimplência das empresas caem 12%

0
3



A inadimplência das empresas recuou 12% em fevereiro, na comparação com o mês anterior, conforme revela o Indicador Serasa Experian de Inadimplência das Empresas. Os dados também apresentam recuo de 0,7% na relação entre fevereiro deste ano e fevereiro de 2012.


Para os economistas da Serasa Experian, a forte queda de 12% na inadimplência dos negócios em fevereiro ante janeiro, é decorrente da atual recuperação da economia, do recuo na inadimplência do consumidor e das encomendas crescentes tanto para reposição de estoques quanto para o Dia das Mães. Esse conjunto de fatores favorece a geração de receitas das empresas e melhora o seu fluxo de caixa.


O decréscimo de 0,7% deve-se a momentos distintos, dado que no início do ano passado ela crescia em razão da baixa atividade econômica e da evolução na inadimplência do consumidor.


As dívidas não bancárias (cartões de crédito, financeiras, lojas em geral e prestadoras de serviços como telefonia e fornecimento de energia elétrica e água) no primeiro bimestre do ano, tiveram o valor médio de R$ 776,39, número que representa queda de 2,4% ante o mesmo período em 2012.


As dívidas com bancos, por sua vez, tiveram um valor médio de R$ 5.118,53 nos dois primeiros meses de 2013, resultando em 3,3% de recuo na relação com o acumulado de janeiro e fevereiro de 2012. Quanto aos títulos protestados, o valor médio verificado no primeiro bimestre foi de R$ 1.913,15, com elevação de 2,3% sobre o mesmo período de 2012. Os cheques sem fundos tiveram, nos dois primeiros meses de 2013, um valor médio de R$ 2.905,97, representando aumento de 29,9% quando comparado com o primeiro bimestre do ano anterior.