Inadimplência no financiamento de veículos recua

0
9



Depois de 17 meses de altas consecutivas, em média 0,2 p.p ao mês, a inadimplência nos contratos de financiamentos de veículos para pessoa física apresentou queda de 0,1 p.p., representando 6,0% do Saldo da Carteira de Veículos no mês de junho, segundo a Anef, Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras. O último período em que a inadimplência não havia apresentado alta foi de dezembro de 2010 para janeiro de 2011, quando a média mensal havia se estabilizado em 2,6%.

 

A Anef também aponta que a liberação de crédito durante o mês foi de R$ 8,514 milhões, aumento de 11,7% no período de 30 dias e de 0,5% sobre o montante de crédito liberado em junho de 2011 (R$ 8.476 milhões). O saldo total das carteiras de financiamentos de veículos (CDC e Leasing) fechou o mês de junho em R$ 202,7 bilhões. O valor foi 1,4% superior ao mês de maio e 4,3% maior que em junho de 2011. O saldo de crédito para aquisição de veículos por pessoas físicas seguiu, em junho, correspondendo a 4,7% do PIB nacional (estimado em R$ 4,280 trilhões) contra 4,9% no mesmo período do ano anterior e representando 29,5% do total do crédito destinado às pessoas físicas no Brasil.

 

Os resultados durante o mês de junho refletiram o otimismo do mercado com as medidas anunciadas pelo governo no mês maio para estimular o setor automotivo. “O mercado retomou o otimismo e o fluxo de cliente nas concessionárias cresceu no período. Com isto todo setor cresceu, inclusive as consultas a financiamentos e, também, o aumento de solicitações aprovadas”, explica Décio Carbonari, presidente da Anef.