Inadimplência por cheques atinge recorde

0
5
Até 31 de dezembro desse ano devem ser movimentados mais de 600 milhões de cheques no Brasil. Deste montante, cerca de 14 milhões devem ser devolvidos por falta de fundo, segundo pesquisa da Boa Vista SCPC. Se esse número se confirmar, 2015 será o ano com maior inadimplência ocasionada pelo uso de cheques desde 2009.
A pesquisa Perfil do Inadimplente, realizada no 3º trimestre deste ano, também mostra que o cheque é a terceira forma de pagamento mais citada pelos entrevistados inadimplentes como o meio que gerou a sua dívida, com 15% ficando atrás apenas do cartão de crédito, com 30%, e do carnê/boleto, que soma 28%. Ao longo da série histórica da pesquisa da Boa Vista, os cheques se mantiveram na 3º posição em todas as edições.
Diante da incerteza da compensação do cheque, muitos comerciantes preferem o pagamento via cartão de crédito, transferindo o risco de inadimplência para as operadoras. Por outro lado, as taxas das operadoras podem chegar a 6% do valor total da venda ou serviço, retirando uma parte significativa do lucro das empresas. Outra característica é o tempo para a liberação do dinheiro da venda, atingindo diretamente o fluxo de caixa do empresário e, muitas vezes, o obrigando a contratar produtos de antecipação de receitas que também incidem em custos elevados.
Para facilitar as vendas por cheque dos lojistas e demais empresários e tentar reduzir os riscos das transações, a Boa Vista SCPC lançou o Click Cheque. Uma solução que consulta o número do cheque, CPF/CNPJ do responsável pela compra e que apresenta o histórico deste cliente. Por meio de sistema de consulta simples e rápido, o Click Cheque emite ainda uma recomendação que auxilia na tomada de decisão.