Mantendo o negócio nos trilhos

0
2



Gerir o próprio negócio não é uma tarefa simples e muitas vezes, mesmo com um planejamento financeiro, alguns empreendedores podem ficar a um passo de entrar no vermelho. Para não correr este risco, Fernanda Bromfman, sócia-diretora da ba}Stockler, empresa de consultoria de varejo, dá cinco dicas para manter o negócio nos trilhos:

 

– Não misturar contas de Pessoa Física com Pessoa Jurídica. “Aqui vale a regra que diz que cada coisa deve estar em seu devido lugar, incluindo as despesas”, afirma a consultora.

 

– Elaborar um plano de contas detalhado. “Este plano deve separar os gastos por área, como papelaria, limpeza, aluguel, entre outros. É através dele que se poderá saber quais são os possíveis pontos de corte de despesas no futuro”, avalia Fernanda.

 

– Ter indicadores de desempenho e monitorá-los sempre. Como existem muitos indicadores, o primeiro passo é descobrir qual se aplica ao negócio em questão. Os indicadores medem, por exemplo, a eficiência (nível tático, gerencial) e a eficácia (fazer mais com menos recursos) do negócio.

 

– Monitorar o fluxo de caixa. “Não se deve misturar lucro e prejuízo com saldo de caixa, muitas vezes o saldo de caixa está baixo porque o pagamento ainda está por vir, o que não significa nenhuma perda”, detalha Fernanda.

 

– Estar atento aos juros. “O planejamento é essencial para evitar, inclusive, as situações anteriores. É ele, por exemplo, que permite avaliar qual é o melhor financiamento, o momento certo de fazê-lo e a incidência menor de juros”, afirma a consultora.

 

Estando no vermelho o primeiro ponto a ser observado é o motivo. “A empresa faturou menos do que deveria ou gastou mais do que planejou?”, questiona Fernanda. Nesta situação, é necessário estudar o caso detalhadamente. “O momento serve para avaliar possibilidades, como renegociações com fornecedores e bancos ou tentar atrair investidores ou, até mesmo, pensar em uma fusão”, diz a sócia-diretora da ba}Stockler.