Mercedes-Benz dobra financiamentos

0
10



O Banco Mercedes-Benz vem desenvolvendo promoções para oferecer alternativas de financiamentos a seus clientes. As iniciativas, realizadas por meio de CDC (Crédito Direto ao Consumidor), contribuem para o crescimento da modalidade dentro dos negócios do banco. De janeiro a outubro de 2010, o Banco liberou R$ 317,6 milhões para novos financiamentos por meio de CDC, volume 118% maior que o registrado em igual período de 2009, quando foram financiados R$ 145,4 milhões com este produto. Consequentemente, a participação do CDC subiu de 6% para 12%.


“O Banco Mercedes-Benz tem procurado oferecer opções diferenciadas para os clientes e concessionários da marca. Com taxas bastante atrativas, o CDC é uma possibilidade para os consumidores que precisam de um financiamento mais rápido ou querem adquirir um veículo que não se encaixa nas regras do BNDES Finame. O Banco Mercedes-Benz continuará a desenvolver alternativas que atendam os Clientes, seja por meio de CDC ou de BNDES Finame tradicional, com promoções e novos produtos”, explica Angel Martínez, diretor comercial do Banco Mercedes-Benz.


O BNDES Finame manteve-se como a modalidade mais utilizada, responsável por 85% dos novos negócios. Foram liberados R$ 2,3 bilhões por esse produto de janeiro a outubro deste ano ante R$ 1,9 bilhão negociado nos mesmos meses de 2009, um acréscimo de 21%.


Já o Leasing registrou queda de 79%, passando de R$ 396,7 milhões liberados nos primeiros dez meses de 2009 para R$ 83,4 milhões em igual período deste ano. A participação do Leasing nos novos financiamentos do Banco Mercedes-Benz foi de 3%.


No total liberado no período, o Banco Mercedes-Benz apresentou alta de 8%. Foram financiados R$ 2,7 bilhões de janeiro a outubro de 2010 para novos negócios contra R$ 2,5 bilhões nos mesmos meses de 2009. Em unidades, o crescimento foi de 11%, saltando de 13.928 veículos Mercedes-Benz zero-quilômetro financiados nos primeiros dez meses de 2009 para 15.513 em igual período de 2010.