O desafio do crédito jurídico

0
14


O Indicador Serasa Experian de Perspectiva do Crédito às Empresas recuou 0,2% em julho último, atingindo o patamar de 99,8. Ainda que tenha sido a segunda queda mensal consecutiva, o indicador sinaliza que o crédito às empresas deverá continuar crescendo moderadamente ao longo dos próximos meses. No entanto, Roberto Grejo Jr., diretor da Assessoria Brasileira de Empresas, ABE, assegura: “crédito é sinônimo de juros e, se houverem recursos disponíveis, o melhor caminho é se pagar, preferencialmente, à vista”. Mas, caso os gestores optem pela concessão de crédito, a quem as empresas devem solicitá-lo? “Tradicionalmente, as instituições financeiras são o caminho natural para que os empresários possam solicitar crédito. Entende-se por instituição financeira os Bancos Comerciais, Bancos de Investimentos, Bancos de Desenvolvimento e as financeiras. Atualmente, temos também as instituições que atuam com microcrédito, como o Banco do Povo vinculado ao Governo do Estado de São Paulo e a São Paulo Confia, vinculado à prefeitura de São Paulo”, enumera o Consultor do Sebrae-SP, Eduardo Alexandre Mendes. As cooperativas de empresas e empresas de factoring também são outras opções de financiamento para pessoas jurídicas, como aponta o consultor.

No entanto, ter o crédito aprovado não é tão simples assim. Antes de autorizar a concessão de crédito para uma empresa, as instituições financeiras optam por fazer um estudo detalhado do risco envolvido e das possibilidades do negócio. Mas, quando a solicitação de crédito é aprovada, as oportunidades de desenvolvimento são inúmeras, sobretudo por serem as micro, pequenas e médias empresas, principais geradoras de emprego e renda no Brasil, como afirma o Superintendente Nacional de Micro e Pequena Empresa da Caixa Econômica Federal, Dário Castro de Araújo. “O crédito é uma forma de apoio, pois viabiliza o processo produtivo. Com a redução dos juros no Brasil, o crédito está mais acessível às empresas, em especial as de menor porte”, ressalta.

Apesar dos benefícios, antes de solicitar uma proposta de crédito, as empresas devem se preparar e se planejar, para não terem problemas no futuro. “Planejar bem a abertura e a expansão do negócio contribui para identificar e administrar os riscos e a capacidade de pagamento do empréstimo. Entretanto, é indispensável verificar as vantagens antes de fazer financiamento e somente fazê-lo quando a empresa estiver segura de que aquela é a melhor opção e de que terá condições de honrar com o compromisso assumido”, reforça Adilson do Nascimento Anísio, diretor de Micro e Pequenas Empresas do Banco do Brasil.

Diante deste cenário, o Portal Crédito e Cobrança ouviu com exclusividade especialistas da ABE, do Sebrae, Bando do Brasil, Caixa Econômica Federal e Febraban, que fizeram uma análise sobre os prós e contras do requerimento de crédito por parte das empresas no Brasil. Acompanhe!

Um bom planejamento financeiro e ações que privilegiem um controle coeso das finanças evitam a tomada de crédito e juros exorbitantes
 
Entenda quais são as melhores opções de crédito, seus benefícios e formas de financiamento disponibilizadas no mercado
 
Saiba quais são as medidas de precaução adotadas pelas instituições financeiras ao avaliarem uma solicitação de crédito
 
Preparação e planejamento são processos essenciais na escolha do melhor crédito
 
Diretor adjunto da Febraban fala sobre os sistemas da concessão de crédito para pequenas e médias empresas
 
Demanda pelo crédito aumenta e empresas vislumbram um cenário de expansão, inovação e modernidade