O líder motivador

0
2
Enquanto alguns setores estão vendo seu contingente de colaboradores diminuir em virtude da crise, as recuperadoras de crédito estão usando o momento como oportunidade para crescer. E este crescimento inclui mais contratações, o que é um atrativo para a população que está assistindo o índice de desemprego aumentar. Entretanto, conforme aponta Cristiano Ayres de Figueiredo, diretor da GlobalCob (associada do Instituto GEOC), quando o colaborador entra em um emprego novo, ele está motivado; mas como fazer para mantê-lo? Principalmente em um segmento caracterizado por funcionários jovens, que muitas vezes estão em seu primeiro emprego e, desta forma, adeptos a trocar de empresa facilmente. “O grande desafio é segurar o bom funcionário por meio de campanhas motivacionais, pacote de benefícios, remuneração variável e boas lideranças”, pontua.
Assim, um dos pontos mais importante é usar a liderança da equipe como estratégia. Afinal, um líder motivado é capaz de produzir o mesmo efeito em seus colaboradores, além de atuar como mediador entre o diálogo empresa-funcionários. “A motivação é uma reação em cadeia, como também é a desmotivação. O colaborador motivado produz muito mais, trabalha mais feliz, participa do trabalho em equipe, ajuda, agrega e contagia os colegas.”
No entanto, o executivo destaca que os funcionários da geração Y, buscam também resultados rápidos, mas não têm a paciência para esperar um plano de carreira, exigindo uma remuneração mais agressiva. Mas não só isso: eles devem ser apresentados às oportunidades existentes na companhia, serem premiados ou promovidos quando merecerem, ganhando destaque na rede de comunicação interna. Enfim, eles precisam de estímulo.
Além disso, Figueiredo apresenta a importância em saber o que motiva cada funcionário. Afinal, as ações de incentivo para um operador de cobrança não serão as mesmas que a de seu líder ou de um colaborador da área de TI, por exemplo. Estes profissionais gostam de desafios e já chegam, em sua maioria, a empresa com um currículo mais extenso. Assim, uma parceria e integração da área de gestão de pessoas podem ser fundamentais na hora de decidir como motivar cada setor da empresa.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDiversidade no DNA
Próximo artigoCallink cria núcleo de soluções