Os avanços de um setor em expansão

0
5
Hoje o Brasil conta com mais de 15 mil empresas de cobrança e de recuperação de crédito e, segundo dados da Associação Nacional das Empresas de Recuperação de Crédito (Aserc), o setor movimenta R$ 8 bilhões por ano, empregando mais de 300 mil pessoas.  
Exemplo deste setor, o Grupo Cercred acaba de finalizar um estudo sobre o perfil das pessoas que se encontram inadimplentes no Brasil. A maioria, cerca de 55%, são mulheres. Do total, 80% são solteiros, 29% se concentram na faixa entre os 35 e os 45 anos e 58% não trabalham com carteira assinada. Em 2012, 82% dos clientes agendados tiveram a recuperação. Em 2013, somente nos três primeiros meses do ano, as empresas do grupo já recuperaram 2% a mais de dívidas do que no mesmo período do ano passado.
Outra questão interessante nesse mercado é o crescimento da promoção de eventos de conciliação. Nos primeiros meses desse ano, o Grupo Cercred promoveu 12 destes eventos, 50% a mais que no mesmo período de 2012. O percentual de encerramentos por meio destes já representa 33% dos negócios solucionados pelo Grupo. Esse tipo de ferramenta foi fundamental para que o escritório alcançasse a marca de mais de R$ 179 milhões e 200 mil em recuperação global para os seus clientes no ano passado, nas 22 filiais do Grupo, espalhadas pelo Sudeste, Centro-Oeste, Norte e Nordeste do país.
Atualmente, analisados os produtos com garantia, 80% das ações de cobrança continuam sendo realizadas via telefone. Os outros 20% são divididos entre porta a porta (8%), SMS (6%) e URA (6%). Outras tecnologias são usadas para esse fim, como o mecanismo cloud, discadores preditivos (realizam ligações através do banco de dados e transferem as ligações para o atendente disponível), mensagens por SMS, mensagens por URA (Unidade de Resposta Audível), estatísticas precisas e o acompanhamento de Business Intelligence.