Clique no banner e vote na fera que te representa!
Clique no banner e vote na fera que te representa!

O canal para quem respira cliente.

Quais são as prioridades?

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Impulsionada pela alta das tarifas, a inadimplência do consumidor com empresas do setor de energia cresceu 11,0% no acumulado do ano até abril, em comparação com mesmo período do ano passado, de acordo com estudo inédito feito pela Serasa Experian. Nos quatro primeiros meses de 2015, janeiro foi o que apresentou a maior alta: 15,7% em relação a janeiro de 2014.  Em seguida, como segundo mês do ano com maior alta, está fevereiro (14,7% em relação a fevereiro de 2014). Março apresentou alta de 8,5% e abril fechou com aumento de 4,5% em comparação com o mesmo período do ano passado.
Depois de fechar 2013 com queda de 14,8% na inadimplência do consumidor, as empresas de energia viram a situação começar a mudar em agosto de 2014, passando de negativo (queda) para positivo (alta) e fechando o ano com elevação de 8,3%. Mesmo em alta, a inadimplência no setor de energia está subindo menos que as dos demais setores. No ano passado, a inadimplência nos setores não bancários aumentou 9,7% (mais que os 8,3% do setor de energia) e, no acumulado de 2015 até abril, subiu 16,7%, contra os 11,0% do setor de energia.
Segundo os economistas da Serasa Experian, esse fenômeno acontece porque, normalmente, as pessoas tendem a ficar menos inadimplentes com as distribuidoras de energia, devido à natureza da penalidade por falta de pagamento neste setor, que gera corte de fornecimento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima