Qualidade de crédito do consumidor recua

0
7



O Indicador Serasa Experian da Qualidade de Crédito do Consumidor recuou 0,4% no terceiro trimestre de 2010, atingindo o valor de 80,0. Este indicador avalia, numa escala de 0 a 100, a qualidade de crédito do consumidor – quanto maior, melhor a qualidade de crédito e, portanto, menor é a probabilidade de inadimplência, caso este consumidor venha a requerer crédito.

 

O recuo do terceiro trimestre, segundo os economistas da Serasa Experian, é justificado pelo aumento do endividamento dos consumidores, estimulados pelas condições de crédito favoráveis (juros competitivos e prazos mais longos) e pelos níveis elevados de confiança. Tal evolução do endividamento não foi acompanhada, na mesma proporção, pelos incrementos observados na capacidade de pagamento, determinada pela expansão do emprego e do rendimento real. Este fato contribuiu para a redução da qualidade de crédito do consumidor (aumento do risco de inadimplência), verificado no terceiro trimestre de 2010.

 

Apesar do recuo detectado no terceiro trimestre, o Indicador Serasa Experian da Qualidade de Crédito do Consumidor permanece em níveis significativamente superiores aos registrados durante o segundo semestre de 2009, período em que os impactos defasados da mini-recessão brasileira ainda ocasionavam patamares mais elevados de risco de inadimplemento por parte dos consumidores.