Queda no crédito para setor automotivo

0
3



Após o financiamento de veículos sofrer impacto das medidas governamentais para incentivo do setor automotivo, a Anef, Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras, marcou queda de 0,6% no saldo das carteiras de financiamento para a aquisição de veículos, passando de R$ 242,2 bilhões em dezembro de 2012 para R$ 240,6 bilhões em janeiro. Durante o mês de janeiro, a liberação de recursos para financiamento foi de R$ 8,981 milhões, sendo R$ 7,709 milhões para pessoa física e R$ 1,272 milhões para pessoa jurídica. O total foi 12% menor do que o valor liberado durante o mês anterior e 1,1% menor que janeiro do ano passado.
 
As taxas médias de juros mantiveram-se estáveis durante os primeiros trinta dias do ano. “As montadoras oferecem taxas de juros em grande parte subsidiadas, atingindo melhores condições e valores mais competitivos, inclusive com a possibilidade, em algumas situações, de oferecer a opção da taxa zero”, explica Décio Carbonari, presidente da Anef.
 
A falta de pagamento de contratos de financiamento acima de 90 dias, no caso de pessoa física, manteve-se estável em janeiro, ficando em 6,4%. A inadimplência entre pessoas jurídicas também se manteve praticamente estável, ficando em 4,5%.