Sobe inadimplência das empresas em 2011

0
2



Depois de registrar queda de 3,7% em 2010, a inadimplência das empresas cresceu 19% em 2011, conforme revela o Indicador Serasa Experian de Inadimplência das Empresas. Apesar da elevação, o índice ficou abaixo dos 25,1% de 2009, o ano da crise econômica internacional. Na relação de dezembro de 2011 sobre igual mês de 2010, por sua vez, a elevação verificada foi de 23,7%. Já na comparação de dezembro ante novembro último, houve uma queda de 4,1% na inadimplência dos negócios.

 

Segundo os economistas da Serasa Experian, em 2011 as empresas passaram por vários fatores que afetaram seu fluxo de caixa e seu desempenho, resultando em aumento de inadimplência. Os fatores apontados pelos economistas são o aumento da inflação, que pressionou os custos dos negócios; os juros elevados, que tornaram o capital de giro mais caro; a queda da atividade econômica no segundo semestre, dificultando as vendas e ampliando os estoques; e o aumento da inadimplência do consumidor, que elevou o risco de crédito e definiu perdas financeiras.

 

Em 2011, a inadimplência nas dívidas não bancárias (cartões de crédito, financeiras, lojas em geral e prestadoras de serviços como telefonia e fornecimento de energia elétrica e água) cresceu 28,3%, nas bancárias 23%, nos cheques sem fundos 12,8% e nos protestos 10,9%.