Tecnologia como oportunidade

0
2
No atual momento de crise econômica, tanto pessoas físicas quanto jurídicas estão preocupadas em poupar, seja cortando gastos supérfluos ou deixando de investir em tendências passageiras. Entretanto, é preciso não parar no tempo somente para economizar, já que, muitas vezes, o barato pode sair caro. Para as recuperadoras de crédito, não é diferente. Afinal, apesar do momento delicado que o País enfrenta, esta é uma oportunidade para elas ampliarem a cartela de clientes. Assim, é preciso possuir uma boa infraestrutura e estar atento as principais tendências tecnológicas. “Uma escolha assertiva é capaz de transformar o que seria um custo em ganho exponencial. Esse ganho se reflete diretamente na produtividade da operação e na rentabilidade do negócio”, pontua Nathalie Mérand, gerente de marketing da Genesys.
Porém, antes de implementar, é importante observar se o fornecedor entende a realidade do mercado de cobrança, além do comprometimento na resolução de problemas e engajamento na geração de resultados positivos. Afinal, nenhuma empresa de cobrança quer ser deixada na mão caso ocorra alguma falha, bem como não sentirá incentivo em continuar a parceria se a fornecedora não demonstrar interesse em crescer junto. “Um grande diferencial que deve ser observado em um fornecedor de TI na hora da seleção é a capacidade de inovação e visão de futuro que ele tem. Toda empresa tem um plano de crescimento a longo prazo”, explica a gerente.
Para tanto, é necessário que a recuperadora também tenha seus objetivos traçados e a conversa seja constante, principalmente para um melhor aproveitamento das tecnologias oferecidas. Nathalie explica que, atualmente, muitas empresas falam em multicanal, mas não sabem ouvir em multicanal. Então, quando uma recuperadora consegue uma ferramenta que ofereça plataformas de comunicação interligadas, ela pode ter resultados positivos. “Temos dados de um cliente no segmento de cobranças que conseguiu reduzir seus custos de operação em 50% mesmo tendo aumentado em 80% o volume de interações em seu contact center”, comemora.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorNet reconhece Callink
Próximo artigoCondomínio atrasado