Tem novidade aí?

0
13
Para garantir processos mais seguros e eficientes na hora de conceder crédito, as empresas procuram se atualizar frequentemente com o que há de mais novo em tecnologia. O investimento, além de fundamental, traz diversos benefícios para a empresa, como aumento de eficiência, redução do risco operacional, velocidade do mercado, entre outros, segundo Dionísio Carvalho, gerente de sistemas de informação do Sicoob.” Com a redução do risco operacional, a automatização de atividades proporciona redução de erros operacionais e se a empresa possui processos definidos pode construir novos produtos e/ou serviços mais rápidos, alavancando suas operações”, explica.
Segundo David Terra, diretor de Financial Services da Totvs, a utilização de Big Data e APIs abertas para avaliação de clientes e funções desenvolvidas para dispositivos móveis são as novas tendências nessa área. Além disso, ferramentas utilizadas via redes sociais também começam a evoluir, o que oferece diversos ganhos para as empresas. “Entre os benefícios dessas soluções estão redução da inadimplência, agilidade no tempo de resposta, confiabilidade dos dados, aumento da assertividade na concessão de crédito, minimização de riscos e gargalos. Todas essas melhorias contribuem para a sustentabilidade para a empresa”, comenta.
Ainda de acordo com o diretor, a adoção dessas novas tecnologias, apesar de ser uma realidade, ainda deve se expandir com o tempo e trazer ainda mais eficiência para as empresas. “Como essas tecnologias melhoram e evoluem os processos internos e externos, a plena adoção pelas instituições é uma questão de tempo, pois tais mudanças aumentarão a eficiência e escalabilidade do negócio. A percepção das empresas é de que se faz necessário o investimento em soluções especialistas para aumentar a eficiência dos processos de crédito e cobrança. A tecnologia é fundamental”, afirma.
Quando falamos de tecnologia, as grandes empresas foram as primeiras a se aprimorarem. Mas, com a aparição de ferramentas mais baratas, esse investimento também tem sido realizado por menores companhias. “Você tem empresas hoje que fazem muita concessão de crédito, como bancos, varejistas e eles já adotaram essas tecnologias. Mas vemos também muitas indústrias, atacadistas já adotando essas tecnologias. Acho que no mercado, hoje, vemos novas empresas e novas possibilidades de tecnologias mais baratas”, salienta.
O gerente comenta ainda sobre o cenário há alguns anos, quando o processo de adoção de ferramenta era mais caro e mais burocrático. “Antigamente pra você comprar uma ferramenta, você tinha que instalar em seu sistema. Era uma ferramenta cara, que exigia uma infraestrutura da sua área de TI, então era muito mais fácil para uma empresa grande. Hoje, como você tem novas tecnologias, como o software as a service, você não precisa mais instalar nada no seu sistema. Com essas novas tecnologias ficou mais acessível e mais fácil para essas empresas menores adotarem”, explica.
Apesar das vantagens oferecidas, a adoção de novas ferramentas ainda enfrenta certos desafios, segundo o gerente Carvalho, pois há muitas tecnologias envolvidas nesses processos que para obtenção dos benefícios é exigido um grau de integração bastante forte. “O desafio é a gestão das integrações, não somente entre estas tecnologias, mas, sobretudo entre os diferentes produtos provendo informações para as atividades do processo de concessão de crédito, tais como: central de risco, risco de crédito, restritivos, garantias, workflow, entre outros”, ressalta.
Já para Maradei, no entanto, o grande desafio nesse sentido, é fazer as empresas entenderem isso como um investimento e não apenas um custo, segundo o gerente. “O desafio mesmo é a empresa querer, estar a fim de otimizar seu processo, ter ganho de produtividade. Hoje é muito simples você contratar uma ferramenta dessas. Em 30 dias você consegue uma ferramenta hoje que já está funcionando, o que você vai precisar é definir uma estratégia de crédito, uma política de crédito, fazer a parametrização dessa política em um sistema, e começar a usar”,  afirma.
E na sua opinião, qual a importância de se atualizar com novas tecnologias para análise de crédito? Deixe a sua opinião na enquete do portal Portal Crédito e Cobrança.

Leia também as matérias exclusivas do especial:
Uso de novas ferramentas traz segurança e ajudam a aperfeiçoar processo de concessão de crédito
Novas ferramentas reduzem custos e permitem entender melhor o perfil do cliente
Para garantir análise de crédito segura, empresas investem no que há de mais novo em tecnologia