Clique no banner e vote na fera que te representa!
Clique no banner e vote na fera que te representa!

O canal para quem respira cliente.

Tudo em dia

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
A pontualidade de pagamentos das micro e pequenas empresas atingiu 95,7% em abril de 2015. Isto significa que durante o mês passado, a cada 1.000 pagamentos realizados, 957 foram quitados à vista ou com atraso máximo de sete dias. Este nível de pontualidade foi um pouco maior que o registrado em março deste ano, que havia sido de 95,5%. Na comparação com o mesmo mês do ano passado (abril/14), a pontualidade de pagamentos das micro e pequenas empresas apresentou pequena elevação já que, no mesmo mês do ano passado, esta fora de 95,3%.
De acordo com os economistas da Serasa Experian, a ligeira elevação do nível de pontualidade está compatível com a redução dos valores médios de pagamentos. Ou seja, diante do cenário conjuntural recessivo, as micro e pequenas empresas estão se esforçando em racionalizar custos e efetuar menores aquisições de insumos. Isto acaba gerando redução dos valores médios pagos em seus compromissos financeiros, o que ajuda a conter elevações mais acentuadas dos seus níveis de inadimplência.
As micro e pequenas empresas do setor comercial apresentaram o maior nível de pontualidade de pagamentos em abril: 96,3%. Por outro lado, as micro e pequenas empresas industriais registraram pontualidade de 94,4%, e, por fim, a pontualidade de pagamentos das MP empresas de serviços atingiu 95,1% no quarto mês de 2015.
Ainda em abril de 2015, o valor médio dos pagamentos pontuais caiu 1,8% em relação ao mesmo mês do ano anterior (R$ 1.957 contra R$ 1.993). O valor médio mais alto foi registrado pelos pagamentos pontuais das empresas de serviços (R$ 2.080), seguido pelo das empresas comerciais (R$1.966) e, por fim, pelas micro e pequenas empresas do segmento industrial (R$ 1.862).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima