Você aguenta a pressão?

0
11
A capacidade de um indivíduo em lidar com problemas, superar obstáculos ou resistir à pressão de situações adversas. Esse é o significado da palavra resiliência no dicionário. Na prática, é saber aceitar os resultados negativos, ter um aprendizado sobre isso, e continuar tentando alcançar a meta estabelecida; ser flexível; não colocar barreiras diante do trabalho. Segundo a coach Cibele Nardi, são profissionais com essas características que as grandes empresas buscam para formar as equipes. “As organizações precisam de pessoas adaptáveis, que aceitem as mudanças e os desafios racionalmente, pensando no bem-estar corporativo, não somente individual”, esclarece. 
Cibele acredita que as pessoas não conseguem separar o lado profissional do pessoal e ao fazerem isso, sentem-se ofendidas e desmotivadas quando recebem uma crítica ou advertência. “A sua competência não é o que de fato você é. Não se deve confundir identidade com habilidade profissional. Quando há consciência disso, é possível se reerguer com mais facilidade”, explica.  
Ela ainda complementa, dizendo que essa impessoalidade se aplica a todos os níveis hierárquicos, do gestor, responsável por passar o feedback à equipe, ao colaborador, o qual está na base da estrutura e precisa entender que os desafios impostos a ele não estão intimamente ligados com à sua capacidade pessoal, mas sim às necessidades da empresa naquele momento.
A dica da profissional para se tornar uma pessoa resiliente é pensar aonde se quer chegar e quais os percalços que serão encontrados pelo caminho. “Não há continuidade se não houver um motivo para prosseguir. Sendo assim, diante de um contratempo é importante tirar um aprendizado para se reerguer e lutar com ainda mais vontade”, finaliza Cibele.