A carroça!

0
3



Obrigado leitor pelo texto que retransmito à vocês.

 

Certa manhã, meu pai, muito sábio, convidou-me a dar um passeio no bosque.

Ele se deteve numa clareira e, depois de um pequeno silêncio, me perguntou:

“Além do cantar dos pássaros, você está ouvindo mais alguma coisa?”

Apurei os ouvidos alguns segundos e respondi:

“Estou ouvindo um barulho de carroça.”


Isso mesmo, disse meu pai, é uma carroça vazia.

 



Perguntei ao meu pai:

“Como pode saber que a carroça está vazia, se ainda não a vimos?”

“Ora”, respondeu meu pai, “é muito fácil saber que uma carroça está vazia por causa do barulho.

Quanto mais vazia a carroça, maior é o barulho que faz!”

Tornei-me adulto e, até hoje, quando vejo uma pessoa falando demais, gritando (no sentido de intimidar),

tratando o próximo com grossura inoportuna, prepotência, interrompendo a conversa de todo mundo e querendo demonstrar que é a dona da razão e da verdade absoluta, ou sentindo-se melhor que as outras,

marrenta, orgulhosa, tenho a impressão de ouvir o meu pai dizendo:

“Quanto mais vazia a carroça, mais barulho ela faz!”

 


 

Por falar em carroça, lembrei de LOGÍSTICA

aproveito para fazer um pequeno comercial:

 

Dia 19/10 as 15h30 no Centro Empresarial de São paulo,

estarei fazendo uma apresentação sobre:

Gestão de Demanda e Estoques por meio do VMI

Maiores informações: www.portalsupplychain.com.br

 

Bom Final de semana!

Consultor na Mazza Consultoria em Gestão Empresarial, Treinamentos e Capacitações. Autor dos livros "CRM Sucessos & Insucessos (2009) e Clientes & Empresas como Cães & Gatos (2012)".

1 COMENTÁRIO

  1. Mazza,
    Acompanho todas as suas postagens. Muitos destes conceitos tenho posto em pratica, e não tenha duvida “facilita” nosso negócio e também melhora nossa qualidade de vida, nossa evolução deve ser continua e infinita…
    Obrigado.
    Aguardo outras postagens. hahaha…

  2. Ôtimo este conceito! rss é fantástico que o tempo passa e muitas destas que se comportam como “carroça vazia”, não evoluem! O pior é que se comportam cada vez mais como “ogros” e afetando assim a vida de quem por um motivo ou outro é obrigado a permanecer próximo! Parabéns pela postagem!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFico é líder em prevenção de fraudes
Próximo artigoTecnologia a favor do jovem inadimplente