Não se mexe em preços!

0
1



Atualmente, existe um segmento de consumidores que se utilizam de uma necessidade de Status ou Aprovação Social, quando buscam comprar alguns produtos / serviços. “Os cabeças pequenas”, buscam na aquisição das novidades (mais caras) atenderem esta necessidade de ser aceito na sociedade.

Sempre preocupados com a aparência.

 


 


Pegue como exemplo a participação de vendas dos NIKE SHOX,

Toda sua linha de tênis tem quantidade fechada por país, quando acabar, acabou.

E o que se vende em um país é tão voltado a aquele público que não se vende em outros de características diferentes. Os detalhes de diferenciação chegam até as cores disponíveis.

A maior parte é comercializada com consumidores de baixa renda e que pagam em até 12 vezes.

Pura necessidade de pertencer ao meio em que vivemos e ser aceito pela sociedade, ter uma imagem.

Experimente dizer ao seu filho que você vai dar um modelo que não este lançamento,

 

Com certeza terá alguém chorando dentro da sua casa e pior,

certamente deve ser você.

è o mesmo que ir no Mac Donalds com seu filho e não comprar o Mac Lanche Feliz…

 


Na última viagem para os USA, pude conhecer o modelo de promoção dos tênis NIKE que esta sendo veiculado hoje por lá.

Logo na entrada da loja, o consumidor tem uma balança onde pode ser comparado o peso do novo NIKE contra um melão, uma bolsa, uma laranja, ou o que o consumidor quiser comparar e a tecnologia é tanta que hoje um tênis pesa menos que um mamão papaia.

 

Porque tudo isto:

O maior problema em “atletas de final de semana” que gostam de dar umas corridinhas é o peso que fica nas pernas após seu exercício e colocam sempre o problema no tênis; agora fica provado que com NIKE o peso não existirá mais (descobriu por que os trombadinhas usam, ou melhor, roubam tênis NIKE?)

 

Como a disponibilidade é limitada e a demanda não vai ser totalmente atendida,

não se mexe em preços;

compensando a provável perda com o lançamento de um novo modelo.

 

Resumindo, buscar através de novos produtos ou serviços criar um diferencial no mercado e com ele gerar o aumento das receitas.

 


No caso de empresas de produtos similares ou genéricos o efeito de promoção e propaganda é questionável quando temos excelência em custos como orientação estratégica, não existe margem disponível para este tipo de investimento.

Promoção e propaganda são para a empresa líder, as genéricas trabalham capacitando seus distribuidores em como vender o “me too”.

 


E aí, aquele gerente de marketing cisma de querer montar um stand lindo,

Com toda a pompa e intenção de sair na TV,

Em uma feira Internacional,

Para apresentar sua linha de óleo de soja?

Quem pagará estas contas

é sua LUCRATIVIDADE

 


Inovação é trazer ao mercado algo que ele ainda não o tem,

Exemplo: celular com frequencimetro cardíaco;

ou um tênis que vem com a criatividade do Ronaldinho ou o excesso de peso do Ronaldo.

 

Agora sem brincadeiras. Para fechar este ponto:

 


Conhecer hábitos e necessidades de clientes ou grupos de clientes vai lhe permitir identificar oportunidades de criar novos produtos / serviços.

 

Boa semana à todos

“O mundo é um mar de oportunidades, mas você precisa saber nadar”

 

@mfmazza