Os compradores B2B estão voltando? Como se preparar para isso?

Ainda não no Brasil, infelizmente, mas nos EUA os sinais são claros de que as coisas estão voltando ao normal. Um grupo que começa a pensar em respirar aliviado são os profissionais de marketing B2B.

Mas eles sabem que o trabalho de recuperar o tempo perdido e se reajustar aos novos tempos está apenas começando, alerta Palmer Houchins, da CallRail, um fornecedor de softwares para call tracking e marketing analytics.

Ele escreveu um artigo para o site MarketingProfs, analisando dados divulgados no ano passado pelo Google. Quase metade (45%) dos profissionais de marketing pesquisados ​​disse que sua primeira incursão na publicidade digital aconteceu durante o COVID-19 — não exatamente um momento simples para lançar campanhas não testadas em canais não comprovados.

E embora os compradores possam ter poder de compra novamente, os profissionais de marketing não podem contar com a fidelidade do passado para vender B2B: 65% dos compradores disseram que estão mais propensos a trocar de fornecedor agora do que antes.

Adaptar-se à nova realidade do comprador B2B significa repensar os KPIs, dinamizar rapidamente e ser criativo para salvar cada dólar de marketing. Independentemente da maturidade de sua função de marketing, é quase certo que seu manual de marketing se tornou obsoleto pelo COVID, reforça Houchins. No entanto, ao usar testes inteligentes que informam as alocações de orçamento, sua equipe de marketing será capaz de não apenas se adaptar à rápida mudança, mas também capitalizá-la.

Eis os principais insights do artigo

1. Os compradores desejam um toque pessoal – certifique-se de que todos os canais possam oferecer

2. A ‘fadiga do zoom’ é real – reexamine os eventos ao vivo

3. Deixe as expectativas do cliente ditarem o aprendizado e o desenvolvimento da equipe

Leia o artigo em inglês aqui (precisará se logar)