A nova voz do mundo corporativo

0
1



Por: Ana Cerqueira
 

O mercado de tecnologia da informação prevê que até 2013 mais de 80% do tráfego de informações pela Internet será feito por meio de vídeo. Diante desses números, empresas têm investido alto em serviços e soluções que atendam sua demanda de comunicação colaborando para ampliar a produtividade dos negócios.
 
Visto num primeiro momento apenas como aliado na redução de custo, por diminuir de forma drástica o número de viagens de executivos, o vídeo trouxe uma nova perspectiva para o cenário atual impactando diretamente a forma com que as empresas interagem com seus parceiros e clientes e também o modo com que os funcionários se comunicam entre si globalmente.
 
Muito mais integradas pelo vídeo, hoje, as equipes internas podem trabalhar em maior sinergia já que ele possibilita agendar uma reunião de forma rápida e simples entre diferentes países e áreas. Com a tecnologia de telepresença, por exemplo, é possível recriar um ambiente real possibilitando o “olho no olho” entre os participantes que só uma reunião presencial permitiria.
 
Todos esses recursos têm criado um ambiente muito mais colaborativo para as empresas que passaram a além de reduzir custos com viagens, tornar suas equipes mais produtivas e aumentar a qualidade de vida de seus funcionários. Porém, apesar de todas essas vantagens, a adoção por parte do usuário e a usabilidade têm sido o desafio número um das empresas.
 
Se o vídeo não funciona nos dois primeiros minutos – seja por problemas com a tecnologia, má qualidade nas ligações, dificuldade do usuário ou questões técnicas – os funcionários tendem a mudar para um método alternativo de comunicação, que normalmente é o telefone. E se os colaboradores não usarem, seus colegas e clientes também não usarão. Consequentemente, não haverá proveito dos benefícios da tecnologia que foi adquirida.
 
Por isso, é fundamental contar com um integrador de TI que possa assegurar não apenas o retorno do investimento, como também a adoção eficiente dos serviços. É preciso buscar um parceiro que vá além da manutenção e instalação, garantindo a qualidade do serviço e oferecendo suporte às necessidades globais do cliente, com profissionais certificados e aptos para atender qualquer tipo de demanda, fornecendo a melhor experiência para os usuários e maximizando o investimento na tecnologia.
 
Definitivamente, a maneira de se comunicar define o sucesso nos negócios. A interação com colegas, clientes, fornecedores, parceiros comerciais e fontes de informações é o que vai fazer diferença. Sairão na frente aqueles que estiverem abertos para investir na “Nova Voz do Mundo Corporativo”.
 
Ana Cerqueira é diretora de vendas da Dimension data no Brasil