A receita para expansão do SMS

0
2



Os serviços de voz continuam sendo a principal fonte de receita das operadoras de telefonia móvel, mas as mensagens de texto (SMS) tendem a ampliar significativamente o espaço, em especial nos mercados emergentes. A previsão é da Acision, empresa de serviços de mensagens, ao observar que essa ferramenta ainda é pouco utilizada em países da Ásia Pacífico, e mesmo no Brasil.

 

Nessas regiões, o custo do SMS é alto, o que acaba impedindo a utilização mais intensa dessa ferramenta da telefonia móvel. “As operadoras não se deram conta de que há uma relação entre preço e uso”, observa Pierrete de Leeuw, gerente de marketing de produtos para mercados emergentes da Acision.

 

Para o executivo, com a redução dos custos de SMS, as operadoras poderão oferecer novas aplicações para o serviço, aumentando a receita. Nas Filipinas, por exemplo, país responsável pelo maior índice de utilização de mensagens de texto no mundo, pacotes econômicos e bônus levaram à popularização do serviço. Na Indonésia, onde o serviço também é bastante disseminado, já existem serviços via SMS por US$ 0,0001.

 

De acordo com um relatório recente da GSM Association, um aumento de 10% na penetração de serviços de telefonia móvel resulta em um crescimento de 1,2% na economia. “Nos mercados emergentes, os serviços de mensagens exercerão um papel fundamental nesse sentido”, diz Aram Krol, diretor da área de marketing de produtos para Serviços de Mensagens da Acision.