ABBC fecha acordo operacional com RTM

0
2

A RTM – Rede de Telecomunicações para o Mercado, maior extranet privativa do mercado financeiro brasileiro, anuncia que fechou acordo operacional com a ABBC – Associação Brasileira de Bancos. Além de integrar o grupo dos 25 provedores de serviços e informações da extranet, a ABBC disponibilizará, via RTM, seu serviço de compensação, que abrange todos os documentos compensáveis dos 88 bancos associados transmitidos tanto através da Compe (Serviço de Compensação de Cheques e Outros Papéis, do Banco do Brasil) como do Siloc (Sistema de Liquidação Diferida das Transferências Interbancárias de Ordens de Crédito, da CIP).
O serviço cobre todas as fases da compensação desde transporte dos documentos, preparação e troca nas Câmaras, geração dos arquivos eletrônicos, transmissão e recepção para os Executantes (BB ou CIP), conferência e batimento do FAC, geração das Informações Financeiras Trimestrais, valores para o Pré-Depósito até participação nas sessões de ajuste e de acerto da Compe e/ou da CIP. A expectativa é de que, a partir do final de julho de 2004, todos os arquivos da ABBC e seus bancos associados transitem exclusivamente pela RTM.
Para o diretor-executivo da ABBC, Paulo Candido de Oliveira, a parceria foi firmada considerando a segurança e a credibilidade que a Rede oferece ao mercado financeiro e a necessidade de a ABBC substituir o esquema de transmissão de dados que vinha usando. “Como os arquivos recebidos e transmitidos pela ABBC dentro de seu serviço de compensação de cheques e outros papéis precisam transitar com total segurança, a RTM foi a escolha certa para estabelecermos a parceria, inclusive considerando que todos os bancos já estão conectados à Rede para outros serviços”, afirmou Candido.

Já o diretor geral da RTM, André Castro de Mello, disse que a adesão da ABBC ao grupo de provedores faz parte da estratégia da empresa de reunir, em um único ambiente operacional, fontes de informação, diferentes serviços e sistemas, que facilitem o dia-a-dia do setor financeiro. “É mais uma iniciativa da RTM no sentido de captar a demanda dos usuários e oferecer soluções que atendam às necessidades específicas das instituições financeiras, consolidando, cada vez mais, sua posição de prestadora de serviços ao mercado, através de sua abrangência, especialização e produtos de valor agregado”, conclui Mello.