Abemd divulga números de 2007

0
1



A Abemd – Associação Brasileira de Marketing Direto divulgou, hoje (31/03), o resultado da terceira edição do Indicadores Abemd. O estudo, que já vem sendo realizado há três anos –  dois anos de preparação e um de efetiva operação entre estudos, análises e entrevistas –  mostra que a receita gerada pelo mercado foi de R$ 17,4 bilhões em 2007 (apenas considerando a prestação de serviços do setor), o equivalente a 0,68% do PIB brasileiro, representando crescimento de 15,2% sobre o ano anterior.

 

Com isso, nos últimos sete anos, houve crescimento médio de 12,8% ao ano.  “Com esses dados, podemos perceber que o mercado está em expansão. O marketing direto, por oferecer respostas precisas de retorno de uma ação, se posiciona como ferramenta estratégica dentro das empresas”, afirma Efraim Kapulski, presidente da Abemd.

 

Ainda de acordo com a pesquisa, os principais segmentos usuários do marketing direto são instituições financeiras, telecomunucações/utilidades, publicações e assinaturas, como explica Antonio João Vialle Cordeiro, presidente da Simonsen, empresa responsável pelo levantamento.  “O marketing direto vem se aprofundando em outros segmentos que, muitas vezes, nem faziam parte do mercado publicitário. Os dados confirmam que mais empresas de diferentes segmentos estão fazendo uso do marketing direto”, diz.

 

Outro ponto observado é o avanço das receitas geradas pelos segmentos mais relacionados à inteligência do negócio como CRM/database; Internet e e-commerce e agências, crescimento de 32,1%, 21,3% e 19,2%, respectivamente. O setor de callcenter continua tendo maior participação neste cenário, já que é responsável por quase um quarto da receita total. Já o segmento de impressão para marketing direto se equivale com distribuição/logística e tecnologia relacionada a marketing direto, com em média 14,5% da receita cada um.

 

Também é estimado 1,02 milhões empregos diretos gerados pelo marketing direto, sendo que, aproximadamente, 650 mil correspondem ao setor de callcenter.

 

Abordagem e metodologia – Foram selecionadas empresas do setor, empresas usuárias, clientes, associações e entidades, num total de 125 entrevistas. Os pontos abordados foram: seleção de segmentos componentes do setor de marketing direto; long-list de empresas representativas de cada segmento; discussões com experts e formadores de opinião dentro de cada segmento; short-list de empresas a contatar; e indicadores e informações primárias e secundárias.