Ações sociais para pequenas empresas

0
0



A maioria das pequenas e médias empresas (PMEs) ainda não coloca a responsabilidade social na lista de pendências, já que associam a implantação com aumento de custos ou despesas. Segundo a consultoria Apoena Social, especializada na criação e implantação de ações de sustentabilidade, ações bem planejadas, com foco no negócio, muitas vezes revertem em lucro para o empresário. Dentro disso, existem boas idéias para PMEs implantarem ações de responsabilidade social. A Apoena Social traz algumas dicas e motivos:


– Sacolas para lojistas e supermercadistas: a substituição da sacola plástica pela sacola de papel já é um grande passo. Em países como os EUA, quase todas as lojas utilizam sacolas de papel. Outra alternativa são as sacolas de pano permanentes, que podem ser lavadas e reutilizadas pelos consumidores. Já é comum ver pessoas na Europa utilizando esses tipos de bolsas. A longo prazo, ocorrerá significante diminuição nos gastos do estabelecimento, ao receber compradores com suas próprias sacolas de pano.


– Contratação de pessoas: a contratação de funcionários que vivam próximos do local de trabalho estimula a economia local e oferece maior qualidade de vida ao trabalhador, que pode, por exemplo, almoçar em casa; buscar o filho na escola; e gastar menos tempo com transporte. O número de atrasos é menor e a greve de transportes públicos não causará prejuízo ao estabelecimento.


– Fabricantes e embalagens: nunca houve tantas embalagens diferentes para embrulhar um único produto. As fabricantes e lojistas exageram nos embrulhos dos produtos, causando um gasto excessivo de dinheiro e de matéria-prima. Cosméticos com perfumes por exemplo, são embalados em duas caixas, uma dentro da outra e ainda cobertos por filme plástico. Quando comprados, são embrulhados em novo papel e inseridos dentro de mais uma sacola. Para o bem do bolso e do meio ambiente, a redução da embalagem será sempre bem-vinda, onde for possível aplica-la.


– Processos internos: por que não instalar um temporizador no ar condicionado, por exemplo? É uma pequena ação que diminui custo ao empresário e ajuda o meio ambiente. A iluminação natural também é uma ótima pedida para reduzir gasto de energia. Locais abertos, com janelas ou clarabóias não gastam luz durante o dia. Muitos restaurantes já aderiram aos espaços abertos. Alguns, instalam teto móvel para fechar nos dias frios.


Um restaurante por quilo se tornou exemplo para outros empresários quando passou a usar o vapor que saía da cozinha para aquecer a água do banho-maria do buffet. O gasto com a tubulação necessária para a implantação do sistema, foi rapidamente compensado com a redução de gastos com gás além da diminuição do uso do ar-condicionado, já que o calor do ambiente passou a ser canalizado.


– Maior interesse das grandes empresas: pequenas e médias empresas que fornecem serviços ou produtos para grandes companhias podem abrir mercados e ter cada vez mais oportunidades atuando dentro dos princípios de sustentabilidade. Pressionadas pelos consumidores e pelo mercado internacional, as grandes empresas têm um diferencial significativo ao selecionar fornecedores que também levantam essa bandeira.


– Boa Imagem: como o pensamento sustentável está se dissipando com maior velocidade, construir uma imagem positiva entre os consumidores pode reverter em bons negócios para a empresa.