Agora é possível acompanhar as malas

0
2



O extravio de bagagem representa alto prejuízo às companhias aéreas, além de ser um grande inconveniente aos passageiros. Com o intuito de oferecer maior controle e agilidade a este processo, a empresa global de TI, Unisys, lança novo Sistema de Reconciliação de Bagagem (BRS, na sigla em inglês).


A solução vincula os passageiros às suas bagagens, fazendo o rastreamento enquanto elas percorrem o sistema, ajudando as companhias aéreas a cumprirem os requisitos de segurança do setor, que proíbem, por exemplo, que as bagagens viajem desacompanhadas de seus donos. Quando os passageiros fazem o check-in, cada mala recebe um código de barras, que é lido e associado ao registro do bilhete antes do embarque na aeronave. Como a companhia aérea tem um registro da ordem de embarque das bagagens, as malas podem ser identificadas e recuperadas, caso o passageiro não consiga embarcar por algum motivo.


O Presidente e Gerente Geral de Transportes Globais da Unisys, Olivier Houri, afirma que o BRS é um exemplo de como os processos implementados para cumprir os requisitos de segurança podem ser estruturados para aprimorar operações comerciais e, assim, fornecer benefícios. “O BRS orienta operadores terrestres a processar rapidamente as bagagens embarcadas, fornecendo melhor serviço ao cliente e auxiliando companhias aéreas e aeroportos a utilizar seus recursos com mais eficiência”, explica o executivo.


Controle na palma da mão

A nova versão do BRS da Unisys inclui um aplicativo móvel, disponível para as plataformas Android e iOS, que permite aos passageiros receberem alertas via smartphone ou tablet avisando quando as bagagens foram carregadas na esteira. Quando a solução é integrada ao Sistema de Exibição de Informações de Voos do aeroporto (FIDS, em inglês), o aplicativo também informa quando e em qual esteira a bagagem estará disponível para retirada. Os passageiros podem, então, optar por ir diretamente à área de bagagem ou aproveitar o tempo em lojas e restaurantes do aeroporto.


 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorO encantador de pessoas
Próximo artigoO desafio do crédito aos jovens