Ano começa com otimismo

0
2



A Pesquisa Serasa Experian de Expectativa Empresarial mostra que 71% dos empresários entrevistados vão rever as projeções de faturamento para o 1º trimestre de 2010. Desses, 90% apontam que elevarão as estimativas para o faturamento no período. A pesquisa foi realizada com 1.012 empresários, de todos os setores e portes de empresas, em todo o Brasil, entre 24 e 27 de novembro de 2009.

 

Os setores de serviços (91%) e comércio (90%) lideram as maiores expectativas para revisão crescente do faturamento no 1º trimestre de 2010. Na Indústria, 85% dos empresários vão nessa direção. Na análise por porte, há consenso sobre a revisão do faturamento para cima no 1º trimestre de 2010. Isso é compartilhado por 90% dos empresários da pequena empresa, 89% das médias e 89% das grandes. Por região, o Norte (93%), Nordeste (91%) e Sul (91%) apresentam maior parcela de empresários dispostos a rever um faturamento superior para o 1º trimestre de 2010. Em seguida estão o Sudeste (88%) e o Centro-Oeste (87%).

 

Em relação à expectativa para o faturamento em 2010, 85% de todos os entrevistados apostam em um faturamento melhor que em 2009. Na análise por setor, à frente está o comércio, com 87% dos empresários compartilhando dessa expectativa, seguido da indústria 85% e dos serviços 84%. Por porte, há consenso entre as pequenas (85% de seus empresários), médias (86%) e grandes (85%) empresas de que o faturamento em 2010 será superior ao do ano anterior. Na análise regional, o Nordeste e o Sul, com 89% dos empresários cada um, aparecem mais otimistas em relação ao maior faturamento neste ano. A seguir está o Sudeste, com 84 % dos respondentes, e o Norte e o Centro-Oeste, com 80% cada.

 

Investimento

Para 52% dos entrevistados, os investimentos ainda ficarão como planejado no 1º trimestre de 2010. Para 37% crescerão. Na análise por setor, as instituições financeiras apresentam 57% de seus empresários dispostos a ampliar investimentos nesse período. Indústria (53%), comércio (55%) e serviços (49%) têm a maior parte dos entrevistados optando em cumprir o planejamento. Os que pretendem aumentar os investimentos são 35%, 35% e 38% dos empresários nessa mesma ordem de setor.

 

Na análise por porte, há uma situação muito semelhante entre as pequenas, médias e grandes empresas. São 53%, 53% e 50% respectivamente de seus empresários mantendo os investimentos programados e 36%, 35% e 38% apostando em investimentos maiores, nessa igual disposição de portes.

 

Por região, os empresários do Nordeste estão equilibrados entre ampliação dos investimentos (46%) e permanência daqueles planejados (45%) no 1º trimestre de 2010. De qualquer forma, esta região é a mais otimista. Na sequência está o Norte, com 40% dos entrevistados com intenções de aumentar os investimentos e 53% de mantê-los. No Centro-Oeste, 38% dizem que estes recursos vão crescer e 52% vão seguir o planejado. No Sul, 37% investirão mais e 50% seguirão seus planos. No Sudeste, a razão é de 34% e 54% nas mesmas condições de respostas.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorUm novo leão
Próximo artigoVagas para deficientes