Apoio às startups

0
14
Autor: Rafael Melo
Uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Startups (ABStartups), em parceria com a consultoria Accenture, aponta que Uberlândia é a cidade do interior brasileiro com o maior número de startups, ocupando o sexto lugar no ranking nacional de todos os municípios, atrás apenas das capitais São Paulo, Florianópolis, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Curitiba. Estas informações reforçam que estas cidades se destacam na geração de novas oportunidades, mas precisamos também avaliar o que está sendo feito para o desenvolvimento sustentável destes novos negócios.
Como engenheiro de software que atua em negócios em Uberlândia, nas principais capitais do país e também no exterior, entendo que junto com este posicionamento quantitativo temos que ter a preocupação em discutir sobre o que está sendo feito para que as startups possam nascer e crescer de forma equilibrada e gerar resultados com eficiência e perenidade.  Percebemos que a maioria das pessoas que iniciam uma startup tem muita dedicação com o negócio, mas precisam também de apoio técnico e mercadológico para vencer os obstáculos e assim garantir o amadurecimento e desenvolvimento de forma estável e crescente no mercado.
Segundo uma pesquisa da Fundação Dom Cabral, um dos fatores que explica a alta taxa de descontinuidade das empresas está relacionado ao local de instalação, chamando atenção para startups que estão em aceleradoras, incubadoras ou parques tecnológicos, que tem a chance de descontinuidade reduzida em 3,45 vezes em relação às demais startups. A explicação deste indicador está diretamente relacionada a estruturação oferecida para os trabalhos desenvolvidos, gerando nestes locais um fator de proteção para a sobrevivência da startup, com o compartilhamento de conhecimentos, convivência, possibilidade de novas oportunidades de integração e troca de experiências.
Este indicador também chama atenção para a necessidade de uma integração cada vez maior nos ecossistemas de inovação, visando fortalecer as startups para que encontrem o modelo de negócios ideal, se consolidem e ultrapassem a etapa de maturação prontas para crescer no mercado e atender as expectativas não apenas de seus criadores, investidores mas também dos clientes de seus produtos e serviços.
Rafael Melo é engenheiro de software e CEO da CroSoften.