As compras de Natal do paulistano

0
1

No Natal de 2011, 70,2% dos paulistanos pretendem presentear alguém, sendo 2,3 pontos maior do que no ano anterior. O resultado é da pesquisa sobre o perfil de presentes de Natal, realizada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de São Paulo, FecomercioSP. Comparado a 2010, o gasto médio é praticamente estável, sendo este ano de R$ 52, enquanto no ano passado foi de R$ 51. 
Dividindo por faixa de gastos, a porcentagem de paulistanos que pretende destinar mais de R$ 70 em cada presente oscilou levemente de 45,4%, em 2010, para 45,8%, em 2011; no mesmo período, a dos que pretende gastar entre R$ 51 e R$ 70 aumentou de 5,5% para 6,5%; ao passo que a porcentagem de quem planeja gastar entre R$ 21 e R$ 50 também apresentou elevação, passando de 40,1% para 41,3%; e a daqueles que pretende destinar menos de R$ 20 encolheu de 9,1% para 6,4%.
Assim como no ano anterior, a maior parte dos paulistanos (41,2%) deve comprar até três presentes, enquanto 32,2% dos paulistanos devem comprar entre quatro e cinco presentes, 20% afirmam que comprarão de seis a 10 presentes e 5,2% da população residente na capital irá comprar mais de 10 presentes.
A pesquisa também aponta que as crianças devem ser os maiores presenteados neste Natal: 28,1% dos paulistanos planejam gastar mais com os presentes dos filhos do que com os da(o) namorada(o), parentes, pais ou amigos. Destes, 43,9% afirmam que levarão o filho junto para escolher o presente, na maioria das vezes (70,6%) é limitado até determinado valor.
Tanto na hora de dar quanto de receber presentes, os produtos mais desejados neste Natal serão as peças de vestuário, calçados e acessórios. Segundo pesquisa, a maior parte dos paulistanos (50,3%) pretende presentear com roupa, sapato, tênis, bolsa, gravata, cinto ou afins, enquanto 25,4% afirma que espera ganhar um destes itens.
Depois das peças de vestuário, calçados e acessórios, os brinquedos são os produtos mais procurados para presentear: 22,8% dos entrevistados afirmam que irão comprar um presente deste tipo. Os perfumes e cosméticos são o terceiro item da lista e os aparelhos celulares somente o quarto, correspondendo, respectivamente, por 10,3% e 2,9% dos paulistanos.
Entre os presentes que os paulistanos mais desejam receber, o segundo lugar fica com os telefones celulares, sonho de 7% dos entrevistados. Aparelhos de TV e Som ficaram com o terceiro lugar, sendo o presente mais esperado por 6,6% dos paulistanos. Curiosamente, os brinquedos, segundo presente mais procurado neste Natal, aparecem como o último da lista de desejos. Fato que é explicado pela idade média dos entrevistados.