As empresas mais reclamadas em 2012

0
18



Em 2012, o grupo Itaú Unibanco lideraou o ranking das empresas mais reclamadas ao Procon-SP, seguido pela Claro e Grupo Bradesco. O Procon reúne fornecedores do mesmo grupo, apresentando na lista o nome de como a empresa é conhecida pelo público. A lista contém os 50 fornecedores que mais geraram reclamações fundamentadas, ou seja, demandas de consumidores que não foram solucionadas na fase inicial do atendimento. Neste caso, é aberto processo administrativo para que o Procon-SP trabalhe a reclamação junto ao fornecedor.


O total de atendimentos para consultas, orientações e queixas no ano passado foi de 602.611, diminuição de 17% em relação ao registrado em 2011. Estes atendimentos geraram 139.066 encaminhamentos da Carta de Informação Preliminar (CIP) ao fornecedor. Nesta fase preliminar 79% dos casos foram solucionados. Deste total, apenas 29.697 (21%) transformaram-se em reclamações fundamentadas.


Setores


Em 2012, novamente, as áreas de produtos móveis, eletrônicos e vestuário, dentre outros, foram as que registraram maior número de reclamações fundamentadas ,33%; seguida por assuntos financeiros, bancos, seguradoras, financeiras, com 25,7% e serviços essenciais, telecomunicações e energia elétrica,  saneamento básico, dentre outros, com 16,5%. Um dos destaques foram os atendimentos em relação aos sites de compras coletivas, que em 2011 não apareciam na lista dos 50 mais reclamados. É o caso do Site Groupon, que figurava em 228º na classificação geral e este ano aparece em 21º.