Atenção aos negócios e não mais à TI

0
14


Com 340 apartamentos e 300 colaboradores, o hotel Ouro Minas aponta a gestão tecnológica e gestão da informação como principais responsáveis pelos bons resultados. De acordo com Jefferson de Medeiros Ferreira da Silva, gerente de tecnologia do hotel, desde a fundação, um dos diferenciais do negócio é a preocupação constante em aprender sobre o cliente. Para ilustrar, ele conta que o hotel é o único no país a oferecer um menu de travesseiros para atender os diferentes perfis de hóspedes. Ele diz que muitas empresas acreditam que tratam o cliente de forma personalizada, mas estão apenas fazendo o mínimo. “No Ouro Minas, a tecnologia nos ajuda a saber e a fazer o melhor pelo cliente”, afirma.

A tecnologia a que ele se refere é o sistema de gestão hoteleira Volux, da também mineira OCL, desenvolvido em Sybase. Na opinião de Jefferson, a competência e know-how da OCL e a qualidade tecnológica da ferramenta de desenvolvimento PowerBuilder e o Sybase resultaram na melhor solução para o segmento hoteleiro. “O casamento entre OCL e Sybase é tão eficiente que nos liberou para prestar atenção em nosso negócio e não mais à TI. Temos apenas duas pessoas na área de tecnologia gerindo um sistema que nos proporciona vantagens de um ERP, a gestão de pessoas do CRM e a inteligência do BI”, testemunha o executivo.

Segundo o gerente, a aderência do Volux aos desafios e targets dos negócios foi total. “O Volux é voltado ao hóspede. Cada um dos nossos colaboradores pode entrar com informações no sistema. Por exemplo, se o garçom recebe um pedido de um filé mal passado, ele se dirige até o computador mais próximo e entra com os dados no sistema. Ou então, ao receber um pedido, pode acessar o histórico do cliente para saber mais sobre as preferências”, diz.

Inicialmente o hotel utilizava o Volux em hardware Sun, mas hoje utiliza plataforma Intel com sistema operacional Linux. Recentemente também migrou o banco de dados para a versão mais recente do Sybase, o ASE 15. Com uma base em torno de 3 Gigas e cadastro de clientes e de fornecedores de 10 anos, Jefferson diz que a migração foi tranqüila. “Gerenciar bem a informação é um desafio, mas nós estamos a um passo a frente graças ao Sybase e ao suporte da OCL, que evolui o produto em função das nossas necessidades”, atesta.

Prova de que os dados armazenados se transformam mesmo em informação é a atuação integrada dos representantes de vendas de todo o país. Eles também são responsáveis por alimentar o sistema com informações de clientes e prospects e todos ficam sabendo sobre os acertos e até sobre os erros cometidos, como atrasos. Assim, as pessoas responsáveis pela recepção e check in do hóspede poderão dispensar um tratamento ainda mais adequado ao cliente. O gerente faz questão de destacar também as vantagens do módulo de Compras. Trata-se de um workflow que automatiza as tarefas dos compradores e ajuda em todas as etapas do processo.