Atendimento ágil a população

0
16

A divisão de Setor Público da Unisys Brasil está implantando, junto com o Instituto Uniemp (Fórum Permanente das Relações Universidade-Empresa), um projeto de modernização da Prefeitura de Piracicaba (SP). O projeto prevê o redesenho dos processos críticos da administração tributária do município – como a fiscalização de tributos, a inscrição da dívida ativa, emissão de certidões negativas etc. – para torná-los menos burocráticos e dispendiosos – e a implantação de um sistema de business intelligence para a Secretaria de Finanças do município. A Unisys também vai elaborar, junto com a prefeitura, o PDI – Plano Diretor de Informática, que estabelece os padrões de tecnologia da informação para o governo nos próximos anos.
“O objetivo é melhorar a máquina, principalmente a arrecadação de impostos e a administração dos recursos públicos, para que a prefeitura possa investir no município sem cobrar mais da população”, afirma André Nadjarian, diretor de soluções para Setor Público da Unisys. O projeto faz parte do Plano de Modernização da Administração Tributária (PMAT), do BNDES, e deverá ser finalizado em novembro deste ano. Todos os serviços estão sendo implantados de maneira simultânea.
Nove processos de negócios críticos para a prefeitura estão sendo mapeados (foram analisados 21): inscrição da dívida ativa; emissão de certidão de débitos; baixa de débitos e classificação de receitas; contenciosos administrativos; inscrição no cadastro mobiliário; lançamento de tributos mobiliários; fiscalização de tributos; inscrição no cadastro imobiliário e lançamento de tributos imobiliários. O mapeamento permitirá à prefeitura localizar falhas que causam gastos excessivos e pouca arrecadação e, também, meios de solucioná-los a partir de novas estratégias. O próximo passo será identificar quais impactos essas mudanças estratégicas terão no nível operacional e como implementá-las.
Para gerenciar e controlar as despesas e a receita do município, será utilizada a ferramenta de business intelligence – com software do parceiro Business Objects em banco de dados SQL Server Enterprise, da Microsoft. Com o BI, a prefeitura vai criar uma controladoria interna – setor que controla receita e despesas – seguindo o modelo da Controladoria Geral do Rio de Janeiro (projeto implantado pela Unisys há 7 anos que ajudou o município carioca a reorganizar suas contas).
“Queremos transformar a Secretaria da Fazenda em uma organização 3D”, afirma o secretário César Nadotti, referindo-se ao Unisys 3D Visible Enterprise” – conjunto de sistemas que permite ao cliente visualizar suas principais atividades corporativas (alinhando estratégia, processos e a operação com o uso da tecnologia da informação) de forma simultânea.