Atitudes coerentes na gestão de finanças

0
0



O programa Consumidor Consciente da Mastercard destaca, no dia 15 de março, data em que se comemora o Dia dos Direitos do Consumidor, a importância de se conhecer a legislação não apenas para a defesa do consumidor nas suas relações de consumo, mas também como exercício de sua cidadania.


Com o aumento do consumo nos últimos anos no país e a perspectiva de continuidade positiva para os próximos, as pessoas de todas as classes da população, precisam entender seus direitos, para assim fazê-los valer na prática. Existem quatro direitos fundamentais do consumidor, são eles: o direito a segurança, o direito a informação, o direito a opção e o direito de ser ouvido.


Além disso, para atingir objetivos financeiros basta desenvolver a capacidade de consumo consciente e a  organização. Afinal, consumimos o tempo todo, quando nos alimentamos, nos vestimos, nos divertimos entre muitas outras atividades.


O programa Consumidor Consciente indica atitudes inteligentes na gestão das finanças:


Controle financeiro. Anote em um caderno todos os gastos do mês, faça a conta de quanto tem a pagar e quanto lhe sobrará, reserve uma parte para poupar e deixe o restante do dinheiro para o lazer e necessidades possíveis.


Guarde os comprovantes. Sempre que realizar uma compra guarde o comprovante em um mesmo local, bem organizado. Caso queira trocar ou precise acionar o serviço de garantia, vai precisar ter a documentação em mãos.


Pesquise preços e vantagens. Não deixe de pesquisar antes de comprar. O valor e as condições de pagamento podem variar muito em estabelecimentos diferentes, para o mesmo produto.


Comércio on-line. Aproveite os bons serviços de compra via internet, que muitas vezes oferecem preços competitivos. Prefira sites confiáveis e conhecidos, procure vendedores com boas referências de outras vendas. Isso está disponível na maioria dos portais.


Compras coletivas. Antes de finalizar a compra de qualquer oferta, fique atento à data de validade do cupom e analise se poderá mesmo consumir a oferta. Além disso, a tentação dos descontos muitas vezes leva os compradores a adquirirem um produto no impulso, sem pensar se realmente precisam ou têm como pagar por ele.


Validade dos alimentos. Com alimentos é melhor ter bastante atenção. Preste atenção na validade dos produtos; muitos deles ficam em gôndolas promocionais por estarem com o prazo de validade próximo do fim.


Orçamentos. Quando for solicitar um serviço, peça sempre um orçamento antes e  certifique-se que o que foi combinado será cumprido. O orçamento deve estabelecer o serviço, a forma de pagamento, o tempo de execução, o material a ser utilizado e o prazo de validade.


Padrão de vida. É importante respeitar o padrão de vida que possui, não gastando mais do que ganha, o que permitirá a realização de sonhos e objetivos futuros.


Emoção. Evite realizar compras e assumir dívidas em momentos de grande emoção. É justamente nestes momentos que adquirimos dívidas comprometedoras e difíceis de quitar.


Juros. Na hora de adquirir qualquer produto a prazo, fiquem atentos às taxas adicionais e aos possíveis juros que estão incluídos nas parcelas.


Direitos do Consumidor. Se se sentir lesado na compra de um produto ou na aquisição de um serviço, não se preocupe. Existe um Código de Defesa do Consumidor preservando seus direitos. Antes de se exaltar,  procure a empresa de quem contratou os serviços ou produtos e tente uma conversa franca e amigável.