Clique e visite a landing do Congresso ClienteSA 2022

O canal para quem respira cliente.

Atração e não intromissão

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Entre as reclamações mais comuns dos consumidores às campanhas de marketing está o fato de eles se sentirem, algumas vezes, pressionados pelas mensagens a comprarem o produto ou serviço. Sendo assim, muitas empresas começaram a trabalhar com novas formas para se aproximar dos clientes e uma delas é o inbound marketing. “É uma metodologia inovadora, que consiste em atrair visitantes por meio de um conteúdo de qualidade”, explica Luís Felipe Cota, CEO da Goomark Marketing Digital.
Diferentemente das campanhas mais tradicionais, essa é uma estratégia que ao invés de vender algo, correndo o risco, inclusive, de ter uma ação desconfortável, é uma campanha que propõe atrair o público com materiais informativos e educativos. “Posteriormente, poderá conduzir os clientes em potencial a concretizarem negociações de maneira segura, madura e duradoura”, declara o executivo.
Por meio do marketing digital, o inbound pode ser melhor empregado, utilizando blogs, portal corporativo, redes sociais, ebooks, gráficos, vlogs, vídeos na internet e inúmeras outras possibilidades. Assim, esse é um caminho, também, efetivo para o negócio conseguir ter visibilidade, sem haver a necessidade de pagar por cliques. “O propósito é, em longo prazo, a empresa ter conteúdo de qualidade suficiente que gere um grande número de visitas e dispense um investimento dispendioso em Google Adwords, por exemplo.”
Além disso, como a técnica cria uma relação de mais confiança e interação, fazendo com que o cliente conheça os conteúdos produzidos pela marca e crie um interesse por ela – o que, por si só já aumenta o poder de interação, ela ainda tem capacidade de conquistar os consumidores indecisos no primeiro contato com o negócio. Segundo Cota, 70% dos visitantes de um site ainda não estão prontos para comprar. “Eles ainda estão entendendo se precisam do serviço, como utilizarão, pesquisando se essa solução é mesmo adequada ou até mesmo pesquisando o melhor preço entre os concorrentes”, diz. Com o inbound,ao oferecer informação, a empresa atua em todo momento de compra, prestando um material rico, que pode fazer com que o cliente decida se aquilo que será adquirido é realmente adequado ou necessário. “Ou seja, ele é ´educado´ na jornada de compra para no momento certo falar com o comercial da empresa.”
Mais do que forçar uma conversão de venda ou de uma ideia, este é momento em que as marcas procurarão uma troca de conhecimento. Fazendo dessa construção algo até mesmo mais valoroso e que fará o público perceber que ele realmente importa e não serve apenas para o lucro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima