Aumentam em 21% as vendas de celulares

0
1


As vendas globais de telefones móveis ultrapassaram 990,8 milhões de unidades em 2006, um crescimento de 21,3% em relação a 2005, quando as vendas atingiram 816,6 milhões de unidades, segundo o Gartner. No entanto, no quarto trimestre de 2006, o crescimento das vendas de telefones móveis desacelerou levemente em comparação aos níveis do final do ano anterior. As vendas contabilizaram 284,2 milhões de unidades, e subiram 21% em relação ao quarto trimestre de 2005.

As vendas globais da Nokia no quarto trimestre de 2006 alcançaram 103 milhões de unidades, dando à fabricante finlandesa 36,2% do mercado. Trata-se de um aumento de 1,2 pontos percentuais sobre o mesmo período de 2005. Em 2006, a Nokia vendeu quase 345 milhões de telefones móveis e atingiu 34,8% de market share, 2,3 pontos percentuais acima de 2005.

A Motorola aumentou sua participação de mercado no quarto trimestre de 2006, vendendo 61 milhões de telefones móveis a usuários finais em todo o mundo e atingindo 21,5% de market share. O ano passado começou bem para a companhia, beneficiada pelo sucesso da linha Razr na maioria dos mercados em 2005. Infelizmente, o sucesso diminuiu na segunda metade do ano. Apesar do Rarz ainda estar vendendo bem em muitos mercados emergentes e em modelos pré-pago, isso não foi suficiente para sustentar o sucesso anterior. Em 2006, as vendas da Motorola a usuários finais alcançaram 209 milhões de unidades, atingindo 21,1% do mercado.

A Samsung vendeu 32 milhões de celulares no quarto trimestre, com 11,3% de market share. No acumulado do ano, a companhia somou 116 milhões de unidades vendidas, um aumento de 12% em comparação ao 2005. A Sony Ericsson terminou o ano com um trimestre forte, no qual vendeu 25,7% de telefones móveis, atingindo 9% de market share, um aumento de 2,1 pontos percentuais sobre o mesmo período de 2005. As vendas gerais no ano totalizaram 73,6 milhões de unidades e o market share subiu 1,1 p.p., para 7,4%. A LG vendeu 17,8 milhões de unidades no quarto trimestre, com 6,3% de market share. No último período de 2006, a BenQ Mobile caiu do sexto para o nono lugar.