Automatização dos processos

0
2



A Senior Sistemas, desenvolvedora de software para gestão empresarial, é a fornecedora de soluções para recursos humanos da Associação Congregação de Santa Catarina (ACSC), entidade filantrópica entre as maiores do país. A parceria já existe há dois anos e trouxe automatização dos processos, aderência ao modelo de gestão corporativa e integração aos subsistemas de RH. Assim, a ACSC ganhou em competitividade e reduziu os custos na área registrando mais de R$ 1,2 milhão em economia no período de 24 meses.

 

Antes da implantação dos softwares, a entidade precisava de ferramentas ágeis e seguras para tomada de decisões. O setor de RH era operacional e as folhas de pagamento processadas manualmente, via outsourcing, para seis mil colaboradores. “Tínhamos a necessidade de automatização e modernização. Fizemos reuniões com os gestores de cada uma das casas mantidas pelo grupo e decidimos quais softwares utilizaríamos. Em seguida, por meio de pesquisa de mercado, escolhemos a Senior Sistemas para o trabalho”, explica Andréia Aparecida Siqueira de Souza, coordenadora de Gestão de Pessoas/Corporativo da ACSC.

 

O projeto contemplou a implantação dos sistemas de administração de pessoal, ponto eletrônico, recrutamento e seleção, benefícios, medicina, jurídico, quadro de lotação, treinamento e cargos e salários, que teve duas fases – módulos operacionais e gerenciais. Após essas etapas, a instituição passou a gerir competências, resultados e planos de ação por meio de relatórios e telas via web.

 

Também unificou cadastros de locais, cargos, filiais e eventos. Além disso, os sistemas permitem o monitoramento da gestão de pessoas em tempo real, a configuração de agendadores automáticos para envio de emails e relatórios, a integração com os fornecedores, a liberação das folhas de pagamento por meio de terminais eletrônicos e Internet, entre outros benefícios.

 

Atualmente, são mais de 10 mil colaboradores em 25 casas, sendo cinco mantenedoras, com dados acessíveis à direção e superintendência. “Hoje somos mais assertivos, nossa gestão estratégica teve grande progresso porque podemos analisar o capital humano qualitativamente e quantitativamente”, aponta Andréia.