BI consolida decisões de negócios

0
3



A região de Campinas tem um PIB do tamanho do Chile e está acostumada a contar com serviços de alto nível para atender a população. Não por acaso, 43% das pessoas que vivem nas 14 cidades que formam a Grande Campinas escolheram a Unimed Campinas como sua prestadora de serviços suplementares de saúde. A empresa conta, hoje, com 500 mil clientes. Muitos deles trabalham nas 3.500 empresas atendidas pela cooperativa. Esse universo já merece destaque. No entanto, as peculiaridades do serviço prestado trazem ainda mais valor à visão de Maurício Rosa, gerente de Tecnologia da Informação e administrativo da empresa. Para o CIO, essa realidade traz, para a área de TI, uma grande responsabilidade. “As informações oferecidas por nós para os gestores irão, ao final do dia, ter impacto direto sobre a saúde das pessoas, por essa razão, somos extremamente criteriosos na escolha dos provedores de serviços e soluções que irão nos atender”.


Esse cuidado foi empregado por Maurício e equipe para selecionar a plataforma de Business Intelligence e o integrador/consultoria responsável pela implementação. Ao final de seis meses, a escolha recaiu sobre Business Objects e YKP. O executivo comemora, hoje, as escolhas que fez. “Meses após a implementação da solução de BI, contamos com a aprovação de 100% dos nossos usuários”, diz o executivo. “O mais importante, porém, é que as pessoas adquiriram uma nova cultura e passaram a enxergar o Business Objects como uma solução confiável de extração de informações, a fonte onde irão buscar o dado que falta para definir as diretrizes da empresa”.


De acordo com o executivo, agora é mais fácil analisar, por exemplo, a sazonalidade do mercado de saúde suplementar atendido pela Unimed Campinas. “Em instantes, conseguimos aferir o aumento de pacientes internados nos meses frios, relacionando-o a determinadas patologias nos 30 hospitais que fazem parte da nossa rede”, comenta. É possível enxergar rapidamente, também, as peculiaridades de cada pólo da região de Campinas, a concentração de procedimentos por ponto de atendimento, os resultados por produto, por cliente e por prestador etc. A partir de dados como esses, fica mais simples para os médicos que formam o board da Unimed Campinas decidir, por exemplo, onde fazer novos investimentos, quais regiões apresentam maior potencial de negócios, que campanhas de prevenção devem ser disparadas e em que localidades.


Para o CIO da Unimed Campinas, isso é apenas o começo. “Uma aplicação de BI não tem fim. Seguimos integrando ainda mais informações à essa plataforma de tomada de decisões”, completa Maurício. Nessa caminhada, a Unimed Campinas continua utilizando os serviços YKP. “Toda segunda-feira, realizamos uma reunião para aferir o status do desenvolvimento de novos relatórios, além de aproveitarmos para prevenir falhas de desempenho”.