Big data no comércio eletrônico

0
6
O mercado de e-commerce já venceu um desafio que é conquistar a confiança do consumidor para compras on-line. Tanto que cada vez mais é possível observar que o cliente pesquisa preços, produtos, melhores oportunidades. Dentro disso, muitos recorrem ao comércio eletrônico internacional, impondo às lojas virtuais brasileiras o desafio de trabalhar para alcançar a relevância entre esses consumidores. Para Marcos Del Valle, sócio diretor da Jüssi, em primeiro lugar os portais de e-commerce devem saber utilizar as informações do big data no negócio para conquistar o cliente. “Na era em que dados permeiam todas as nossas atividades, os anunciantes digitais deverão entender como interpretar estes dados para tornar a experiência do consumidor única. Isto requer um aprimoramento das plataformas de CRM, uma melhoria tecnológica nas plataformas de e-commerce e sistemas de recomendação de produtos, além de uma evolução na forma como impacta internautas com mídias digitais”, afirma.
Outro ponto importante para que o comércio eletrônico brasileiro ganhe presença na vida do cliente, é o investimento em mobile. “Analisando os dados dos clientes, vemos não só um crescimento no volume de transações móveis, como também notamos uma segunda característica interessante: a taxa de conversão de usuários procedentes destes canais tende a ser duas a três vezes mais alta que a de usuários de PCs”, explica o executivo. Ou seja, usuários que navegam em dispositivos móveis têm uma probabilidade de compra relativa mais alta, e essa tendência é uma oportunidade para as empresas. “Uma estratégia de mobile necessita mudanças estruturais nos portais de e-commerce para garantir que a experiência dos usuários seja fluida”, afirma Marcos.
Na visão do diretor, algumas empresas do comércio eletrônico estão entrando no segmento sem entenderem que, apesar do ambiente diferente, elas devem investir em ações estratégicas para que o negócio dê certo. “Ter uma loja virtual não significa que você automaticamente conseguirá gerar vendas. Vender no digital requer visitas ao seu site e estas visitas só irão chegar através de investimentos estratégicos em mídias, parcerias e conteúdo relevante. A conquista da fidelidade do consumidor requer uma estratégia em que se busque um equilíbrio entre não ser esquecido e não ser insistente demais”, conclui.