Black Friday bate recorde histórico

0
5
A Black Friday atingiu seu maior faturamento desde o início da chegada ao e-commerce brasileiro e alcançou a quantia de R$ 1,6 bilhão na última sexta-feira (27). Conforme informa a E-bit/Buscapé. O dado representa um crescimento nominal de 38% em relação à edição de 2014, quando chegou a R$ 1,16 bilhão. Ao todo, foram 2,77 milhões de pedidos no total, um volume 24% maior que em 2014. O ticket médio foi de R$ 580, uma alta de 11%. 
Outro destaque da data foram as vendas realizadas por dispositivos móveis (smartphones e tablets), que representaram 9% do resultado. Ou R$ 140 milhões e 11% dos pedidos, 311 mil. No total, 1,64 milhão de e-consumidores fizeram pelo menos uma compra nas 24 horas da sexta-feira e o prazo médio de entrega prometido pelas lojas foi de 13 dias corridos para as ofertas de Black Friday.
Categorias
A E-bit/Buscapé também levantou as categorias com maior volume de pedidos e faturamento no período. Eletrodomésticos aparecem em primeiro lugar, com 17,2% dos pedidos. Seguido por Telefonia/Celulares (16,6%); Eletrônicos (9,2%); Moda e Acessórios (9,1%) e Informática (9%). Já faturamento, Telefonia/Celulares ficaram com a primeira posição, atingindo 22,3%. Com 22%, foram os Eletrodomésticos e depois vieram: Eletrônicos, 20,8%; Informática, 13,3%; e Casa e Decoração, 5,5%.
Perfil do comprador
De todos os e-consumidores que participaram da Black Friday, 49% eram do público feminino e 51% do masculino. Da mesma forma, a renda média família foi de R$ 4.974. Já quanto à região, a Sudeste foi a que teve maior representatividade, com 71%. Em segundo esteve a Sul, com 12%, depois Nordeste (9%), Centro-Oeste (6%) e Norte (2%).