Bom começo de ano para e-commerce

0
1
Após as festas de final de ano, a tendência é que as vendas do varejo esfriem no primeiro trimestre do ano. Porém, não foi o que aconteceu com o comércio eletrônico no Brasil. Mesmo sendo, tradicionalmente, meses mais fracos para o varejo como um todo, o levantamento de Janeiro, Fevereiro e Março revela que 2007 começou agitado para o e-commerce nacional, comprovando os dados do relatório da expectativa de consumo divulgado trimestralmente pela e-bit juntamente com o Provar (Programa de Administração de Varejo, da Fundação Instituto de Administração – FIA da USP) para o 1° trimestre.
 
Só para se ter uma idéia, em 2007, quase 90% dos entrevistados responderam que tinham a intenção de realizar alguma compra nos três primeiros meses do ano. E, segundo o acompanhamento que a e-bit faz do comércio eletrônico, esses números puderam ser constatados. O primeiro semestre de 2007 faturou pouco mais de R$ 1,2 bilhões, crescimento de aproximadamente 53% em relação ao mesmo período de 2006. Em relação ao volume de pedidos, o crescimento desse ano foi de quase 46% se comparado aos primeiros três meses do ano passado, quando o setor atingiu 4,1 milhões e 2,8 milhões de pedidos respectivamente.
 
Na lista dos produtos mais vendidos no primeiro trimestre de 2007, a liderança de compra continuou a ser representada pela categoria de Livros, Revistas e Jornais, ficando com 19% de participação. O segundo lugar ficou com os produtos Eletrônicos, como TVs, aparelhos de som e DVD e câmeras digitais, com 14% de representatividade. Em 2006, essa categoria ocupava o terceiro lugar no ranking dos produtos mais vendidos. O terceiro lugar foi ocupado por produtos de Informática com 13% e, já o quarto lugar ficou, surpreendentemente, com os Títulos de CD, DVD e Vídeo com 8% de representatividade.
 
Para 2007 a previsão é de um faturamento na casa dos R$ 6,4 bilhões (sem contabilizar a venda de automóveis, turismo e sites de leilão).

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorTMS adota solução de BI
Próximo artigoVermont apóia inclusão social