O canal para quem respira cliente.

Bom pagador

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

Pesquisa recente da Telecheque, empresa do segmento de verificação e garantia de cheques, mostra que, em março, 95,83% das compras realizadas com cheque foram honradas, ou seja, a grande maioria das transações foram pagas em dia, assim como aconteceu em fevereiro. O mesmo estudo constatou que o índice de cheques devolvidos também segue com número baixo (3,37%), apresentando queda de 7,1% em relação a março de 2004 (3,63%). Na comparação com o mês anterior (3%) houve aumento de 12,3%.
Segundo José Antônio Praxedes Neto, vice-presidente da Telecheque, o alto número de cheques honrados tende a continuar crescendo, já que março ainda reflete o endividamento das compras de fim de ano. O executivo alerta para o fato de o parcelamento das compras com entrada à vista ser hoje o meio mais eficiente de os lojistas reduzirem os riscos de inadimplência, sobretudo em datas comemorativas com forte crescimento nas vendas, como o Dia das Mães, segunda melhor data do ano para o varejo.
Ainda de acordo com o estudo da Telecheque, o setor que obteve o menor registro de cheques honrados foi o das roupas unissex, com índice de cheques pagos de 90,75%. “Esse é um segmento que tem seus produtos amplamente consumidos no Natal, em boa parte dos casos por impulso devido ao grande apelo publicitário neste período, quando os lojistas do ramo fazem muitas ofertas. Isso acaba gerando o descontrole financeiro de muitos consumidores, sobretudo dos que no momento das compras não levam em conta o tradicional aumento de gastos no início de todo ano, por conta do IPTU, IPVA, etc.”, afirma Praxedes.
Segundo ele, esse segmento específico influenciou a elevação do índice de cheques devolvidos no País na comparação com o mês anterior, já que março é geralmente um mês em que há elevada soma de compensações de cheques emitidos no final do ano passado. Por outro lado, conta o executivo, o maior índice de cheques honrados, de 98,14%, ficou para o segmento de óticas, cujas compras normalmente são mais programadas pelos consumidores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima