Brasil tem queda nas fraudes com cheques

0
6


Com índice de 0,18% em janeiro, as fraudes com cheques no Brasil caíram 21,74% na comparação com mesmo período de 2006, quando o indicador ficou em 0,23%, de acordo com estudo da Telecheque, empresa de concessão de crédito no varejo. Em relação a dezembro (0,09%), no entanto, a pesquisa constatou aumento das fraudes de 100%.

“Esta queda, além de muito positiva para o varejo, reflete um comportamento mais cauteloso dos lojistas, que têm buscado realizar as com mais critério, dificultando, desta forma, os golpes aplicados por estelionatários”, comenta José Antônio Praxedes Neto, vice-presidente da Telecheque.

O Estado com o maior indicador de cheques fraudados foi São Paulo, que registrou índice de 0,54%. No Estado paulista ainda houve crescimento das fraudes de 5,88% em relação a janeiro do ano passado (0,51%) e de 100% frente ao mês anterior (0,27%). Goiás ficou em segundo lugar, com índice de fraudes de 0,41%. Na sequência, destacaram-se Mato Grosso e Rio de Janeiro, com indicadores de cheques fraudados de 0,27% e 0,25%, respectivamente.

O índice de roubo de cheques no país foi de 0,11% e apresentou queda de 15,38% no comparativo com janeiro de 2006 e alta de 57,14% em relação ao mês de dezembro. Em janeiro do ano passado o índice de cheques roubados ficou em 0,13%, enquanto em dezembro em 0,07%. Já o indicador de cheques sustados foi de 0,43%, superior 65,38% na comparação com o mês anterior (0,26%) e 2,38% frente ao mesmo período do ano passado (0,42%).

“Os cheques roubados se tornaram uma prática de golpe ultrapassada no mercado, já que os golpistas têm atualizado muito os tipos de abordagem ao varejo a cada dia”, acrescenta Praxedes.