Cai inadimplência no Brasil em fevereiro

0
1


Após um início de ano marcado pela elevação da inadimplência, fevereiro registrou queda do índice de cheques sem fundos de 7,61% na comparação com o mês anterior e de 3,41% em relação ao mesmo período do ano passado. Estes dados fazem parte de pesquisa realizada pela Telecheque, empresa de concessão de crédito no varejo, que aponta indicador de cheques sem fundos de 2,55% em fevereiro. Em janeiro o índice ficou em 2,76% e em fevereiro de 2006, na casa de 2,64%.

“Esta queda reflete um amadurecimento dos consumidores em função do endividamento vivido no ano passado com o boom do acesso ao crédito. Geralmente, o início do ano é marcado por índices bastante elevados, mas este quadro vem demonstrar que o consumidor se apresentou muito mais cauteloso e controlado ao realizar as compras de final de ano”, afirma José Antônio Praxedes Neto, vice-presidente da Telecheque.

Entre os Estados, o Rio Grande do Norte apresentou a melhor performance. Na comparação com fevereiro de 2006, a pesquisa apurou uma diminuição da inadimplência com cheques no Estado de 55,31%. Na sequência, ficaram Rio de Janeiro, com baixa de 25,72%, e Minas Gerais, onde a queda foi de 11,35%, cenários positivos frente ao mesmo período do ano passado.

“A tendência é de que a inadimplência continue caindo nos próximos meses, já que o consumidor deve concentrar seus esforços na liquidação de dívidas contraídas a longo prazo, o que possibilitará a melhoria de seu poder de compra no futuro”, explica Praxedes.

No ranking geral dos Estados, o Maranhão continua em destaque entre os Estados que registraram os maiores indicadores de cheques sem fundos em fevereiro, com índice de 4,11%, acompanhado pelo Pará e a Paraíba, com 3,72% e 3,45%, respectivamente.