Calote masculino é maior

0
2


Os homens ficaram à frente das mulheres no ranking de inadimplência entre os meses de julho e agosto, segundo constatou a pesquisa Perfil do Inadimplente feita pela Telecheque, empresa de concessão de crédito no varejo. Do total de pesquisados neste período, 51% eram do sexo masculino e 49% do sexo feminino.

Mais uma vez o principal motivo que levou à inadimplência foi o descontrole financeiro, citado em 23% das respostas. Logo em seguida aparecem o empréstimo de cheques para terceiros (17%), o chamado ´empréstimo do nome´, e o atraso salarial (13%).

“Os consumidores têm comprometido sua renda com compras efetuadas em várias parcelas de baixo valor, que, somadas, dificultam o controle das despesas. Além disso, outro fator que agrava a inadimplência é a grande facilidade de crédito oferecida pelos bancos, o que faz com que o consumidor também incorpore à sua renda dívidas de longo prazo com instituições financeiras, que ficam ainda maiores com o pagamento de juros”, afirma José Antônio Praxedes Neto, vice-presidente da Telecheque.

De acordo com a pesquisa, a maioria dos consumidores inadimplentes é de solteiros (45%), com Ensino Médio completo (44%) e tem idade entre 21 a 30 anos (39%). Entre julho e agosto, 54% das compras que geraram inadimplência foram feitas para pagamentos à vista e 17% parceladas em duas vezes. Ainda segundo o estudo, 51% dos cheques emitidos pelos inadimplentes tinham valores entre R$ 50,00 e R$ 199,00. A maior parte foi emitida para postos de gasolina (20%), supermercados (19%) e lojas de cosméticos (12%).

“Essa é a quarta pesquisa realizada em 2005 e pela terceira vez os homens estão liderando o ranking de inadimplência. Isso acontece porque o homem brasileiro ainda é o arrimo da casa para grande parte das famílias, o que pode ser confirmado ao observarmos os dois primeiros segmentos com maior destaque na devolução de cheques, os postos de gasolina e os supermercados”, conclui Praxedes.