Cartões de crédito em ritmo de crescimento

0
0
O mercado brasileiro de cartões de crédito encerrou 2006 com 78 milhões de cartões em circulação em todo o País e registrou faturamento de R$ 157 bilhões. O bom desempenho pode ser exemplificado pela região Sudeste, pólo financeiro e econômico do País, que figura como o maior mercado de cartões, sendo responsável por 58% do total do faturamento no período (R$ 91 bilhões). Para 2007, a estimativa é que as demais regiões cresçam em ritmo mais acelerado em relação ao Sudeste e aumentem a participação nos R$ 188,3 bilhões previstos para a indústria somente este ano, evidenciando a disseminação do uso do cartão pelo Brasil.
“Essa estimativa reflete, entre outros fatores, o empenho dos acquirers – empresas responsáveis pela filiação, gerenciamento e relacionamento com os estabelecimentos comerciais – de ampliar as parcerias com estabelecimentos fora dos grandes centros urbanos. Com essa expansão, as vantagens e as facilidades do cartão de crédito chegam cada vez mais aos consumidores que estão fora da região Sudeste e das grandes capitais”, diz Fernando Chacon, diretor de Marketing de Cartões do Itaú.
Entre as regiões, os portadores de cartões de crédito no Norte e no Centro Oeste são os que possuem o ticket médio mais alto, de R$ 117 e R$ 105 respectivamente. Estes dados fazem parte do estudo exclusivo “A Geografia do Cartão de Crédito”, parte da pesquisa Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento, realizada mensalmente pela Itaucard.
A pesquisa aponta que, entre os meios de pagamento, os cartões de crédito conquistaram de vez a preferência dos consumidores na realização de compras a prazo em todas as regiões do Brasil. Destacam-se Norte e Nordeste, regiões que utilizam o plástico em 75% do total de compras a prazo, onde também é maior a participação no parcelamento sem juros com cartão, representando 62% e 60% do total de cada região, respectivamente. “Para os portadores de cartões nessas regiões, caracterizados por possuir menor renda, a utilização do cartão é na maioria das vezes a única forma de financiamento de suas compras”, diz Chacon.
Ramos mais beneficiados – Quando analisados os hábitos de consumo, a pesquisa Itaucard aponta que os portadores de cartões no Norte e no Nordeste concentram a utilização do plástico em despesas básicas como alimentação, moradia e saúde. Elas representam nessas regiões 50% e 49% do total de compras com o cartão, respectivamente.
A maior utilização do cartão de crédito em compras de roupas, calçados, acessórios, pagamentos em postos de gasolina e de serviços automotivos pode ser observada entre os portadores do plástico no Sul e Centro Oeste. Nessas regiões as compras secundárias representam 32% e 30%, respectivamente, no total do consumo com o cartão.
Já o consumo de Turismo, Entretenimento e Hobbies com cartões de crédito é maior no Sudeste do país, única região em que compras com Lazer e Diversão superam as compras secundárias.